Após morte, Instagram de Carol Bittencourt dobra número de seguidores e amiga reage: “Acho triste”

O caso está dividindo opiniões nas redes sociais

Por: Alefy Soares | 02 maio - 17:24

A morte de Carol Bittencourt ainda segue deixando internautas chocados, mas algo inusitado está acontecendo. Dobraram os números dos seguidores da modelo após a sua morte. Antes, ela possuía cerca de 377 mil, agora já acumula mais de 819 mil seguidores.

Durante entrevista, Letícia Daniela Datena, uma das melhores amigas de Carol, disse: “Gente, o perfil da Carol ganhou mais de meio milhão de seguidores após a tragédia. Acho isso tão estranho… O que leva as pessoas a procurarem alguém envolvido em uma tragédia? Queria entender isso. Acho tão triste”.

Após morte de Carol Bittencourt, internautas atacam Daniella Cicarelli por antiga briga

Foto: Reprodução/Instagram

Nas fotos de Carol também é possível encontrar alguns seguidores da celebridade irritada com alguns internautas: “Esse povo está seguindo uma pessoa que acaba de descansar em paz e ainda ficam curtindo fotos antigas… Acho tão desrespeitoso…”, escreveu um. “Alguém deveria fechar essa conta! As pessoas são ridículas!”, apontou mais um. “Nem acredito que você se foi e ainda tem gente falando besteira aqui nos comentários… Triste”, opinou uma terceira.

Viúvo de Carol Bittencourt revela que modelo não pulou para salvar cachorro: “Ela foi arremessada”

Jorge Sestini, viúvo de Carol Bittencourt, revelou que a modelo não pulou no mar para tentar salvar o seu cachorro. Em depoimento prestado na delegacia, ele afirmou que ela foi arremessada ao mar.

“Jorge alegou que Caroline foi arremessada ao mar, por conta dos fortes ventos. Ele conta que pulou no mar na sequência, para tentar salvar a mulher, mas não conseguiu chegar perto dela porque veio uma onda muito forte”, contou Reinaldo Gottino, do Balanço Geral, ao ler o boletim de ocorrência.

Foto: Reprodução/Instagram

O empresário Jorge Sestini nadou por quase 3 horas até chegar em terra firme. O corpo de Caroline está sendo velado no cemitério Memorial Parque Paulista, em Embu das Artes, a 23 km da capital de São Paulo.