Antonia Fontenelle detona Lívia Andrade em programa: “Nenhum homem te assume”

A atriz foi ao Superpop falar sobre a polêmica da herança do ator Marcos Paulo

Por: Marielle Rojas | 07 junho - 11:52 AM | comentários

Na noite da última quarta-feira (6), em meio a polêmicas com Flávia Alessandra, Antonia Fontenelle participou do programa SuperPop, de Luciana Gimenez.

A atriz usou o espaço para responder um comunicado oficial que Flávia enviou à imprensa, mas também chamou a atenção por detonar Lívia Andrade.

“Eu queria dizer para a Lívia o seguinte: Lívia, meu amor, o que sabe você da minha história? Você não sabe nada da minha história”, disparou. “Mas eu entendo que uma mulher linda como você, deve ser difícil de repente nunca ter casado, nunca ter tido um relacionamento de um homem que te assumisse, nunca foi mãe. Então é outra ótica da vida que você tem, eu acho que o papel de um apresentador de um programa de fofoca é comentar a fofoca, agora opinar sobre a vida da outra eu acho gravíssimo”, disparou.

“Você não me conhece, agora eu conheço você melhor do que você me conhece. Não sei se você lembra, eu sou muito amiga do Leo Dias, então eu conheço você, eu sei mais da sua vida do que você pensa. Você deve ter pensado nesse momento, ‘ah, é conveniente pra mim defender a Flávia Alessandra e por conta de um desentendimento lá atrás eu vou sentar o malho nela’. Não faz isso, não opina sobre o que você não tem propriedade. Não é legal. Logo você que tem problemas sérios dentro da sua família, pega isso e cresce como pessoa. Aprende. A gente está aqui de passagem”, completou.

Fontenelle excluída da herança de Marcos Paulo

Após saber da decisão de Maria Isabel Galotti, ministra do Superior Tribunal de Justiça, que exclui Antônia Fontenelle da lista de herdeiros de Marcos Paulo, e toda a polêmica começou quando a atriz resolveu se pronunciar nas redes sociais.

No desabafo ela diz que é vítima de “perseguição de mulheres” e detonou a ex-mulher do ator, Flávia Alessandra.

“Mulheres perseguindo mulheres, é só isso que eu entendo, e vou continuar afirmando: contra fatos não há argumentos. Sra. ministra Isabel Galloti, chegou minha hora de recorrer porque não aceito a sua decisão, uma vez que fui reconhecida como esposa. Acredito no bom senso do colegiado, esse país tem leis, e elas têm por obrigação serem cumpridas”, escreveu na legenda.

Deixe seu comentário