Andressa Urach reafirma apoio a Bolsonaro: “Não vou me calar”

Ex-Miss Bumbum afirmou que o Brasil pode virar comunista com a esquerda no poder

Por: Karen Ramos | 17 agosto - 16:57

Andressa Urach reafirmou seu apoio a Jair Bolsonaro (sem partido). Segundo a ex-Miss Bumbum, o Brasil pode virar um país comunista caso a ‘esquerda’ chegue ao poder.

“Não vou me calar e aceitar meu país virar um comunismo. Os artistas, na grande maioria, tem medo de se posicionar a favor de Bolsonaro, com medo de perder empregos e fãs. Não quero fãs, o único que tem que ser adorado é Jesus, quero um país digno para meus filhos viverem”, afirmou. Apoiadora do governo, Andressa segue o discurso de ódio ao Partido dos Trabalhadores (PT), inflamado por Bolsonaro e simpatizantes. Entretanto, durante os 14 anos de governos petistas, o Brasil não adotou o sistema comunista.

Apesar de discordar do presidente em alguns pontos, ela afirma que o apoia: “Bolsonaro pode falar algumas coisas que não concordo, mas ele tem valores cristãos e vou apoiar ele até o fim. E o cristão que fica calado, depois não reclama do que a esquerda quer fazer com o Brasil. Dica aos lacradores: vão ler um pouco de história em vez de assistir TikTok”, completou.

Foto: Reprodução/Instagram

Recentemente, Andressa Urach alfinetou Anitta após a cantora fazer críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em relação à adoção do voto impresso. A ex-Miss Bumbum ainda afirmou que ela deveria receber um processo pelos seus ataques, e brincou sobre a estátua da cantora. “Achei isso uma falta de respeito, acho que ele tinha que processar ela”, disse em seus stories do Instagram.

LEIA MAIS:

Primeira chamada de ‘Domingão com Huck’ é exibida e web vai a loucura: “Não esperava!”

Esposa de Alok revela que já ‘surtou’ com maternidade: “Enlouquecedora em alguns momentos”

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:


Inscreva-se no BOMBOU!

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você