Ana Furtado chora com surpresa feita por Fátima Bernardes

Apresentadora foi convidada do programa 'Encontro' desta segunda-feira (25)

Por: João Paulo Soares | 25 junho - 1:58 PM | comentários

Ana Furtado foi convidada para o programa ‘Encontro’, desta segunda-feira (25), onde falou sobre o câncer de mama – doença que a apresentadora revelou em maio deste ano – e comentou sobre a fase de tratamento e as mensagens de apoio.

“Tanta manifestação de carinho, de solidariedade e isso faz toda a diferença. Quando resolvi falar sobre o meu câncer, foi uma decisão muito corajosa, mas ao mesmo tempo muito certa do meu objetivo porque como uma pessoa pública e eu tinha esse propósito. Quis me colocar como uma ferramenta de divulgação, de alerta para as mulheres, que isso pode acontecer com qualquer uma, inclusive comigo, que sempre me alimentei bem, sempre me cuidei, sempre fiz esporte”, contou.

Ana Furtado emociona com desabafo: “O câncer não é mais o meu vilão”

Ela continuou: “Quando você resolve o diagnóstico de câncer, ele vem cheio de significados destrutivos e difíceis. A primeira coisa que você pensa é a morte, é o medo, é insegurança, é a culpa, a destruição. São tantas coisas difíceis, e naquele momento eu não estava sozinha, mas ao mesmo tempo, com todo aquele carinho da família, eu me sentia solitária. Queria ajudar outras mulheres a fazer esse alerta e poder apoiar também livremente todas as pessoas que estão passando pelo mesmo que estou”, disse a apresentadora.

Durante o programa, Ana foi surpreendida por Fátima Bernardes, que recebeu em sua platéia várias mulheres que venceram o câncer. Elas se abraçaram e o momento emocionou a todos.

Em tratamento contra câncer, Ana Furtado é flagrada usando máscara pela primeira vez

Bastante otimista, Ana deixou uma mensagem de força para as mulheres que se encontram na mesma situação. “Quero dizer que ninguém disse que a vida é fácil e essa vai ser uma fase da sua vida, que realmente não vai ser fácil, mas ela passa. Que você lute, mas tire do seu coração, da sua alma, o ódio, o rancor, tudo de ruim que essa doença possa te trazer. Porque quanto mais energia ruim, você se torna vítima ou agressora, harmonize-se (…)”.

E concluiu. “Promova a paz dentro de você, restabeleça a sua força, reze, tenha muita fé, força, coragem. A minha cura é inevitável, a sua também vai ser”.

Deixe seu comentário