Alice Wegmann reflete sobre intolerância religiosa e espiritualidade: “Aceitem o que é nosso por direito”

Atriz afirmou que se sentiu tocada com a homenagem de Paulinho, jogador da seleção brasileira

Por: Karen Ramos | 23 julho - 16:25

Nesta quinta-feira (22), Alice Wegmann compartilhou algumas reflexões sobre espiritualidade e intolerância religiosa. Tudo aconteceu porque a atriz ficou tocada com o jogador da seleção brasileira candomblecista, Paulinho, que comemorou o gol nas Olimpíadas com uma homenagem a Oxóssi.

“Acendo minhas velas, confio nas ervas, preparo meus banhos, agradeço sempre, peço de vez em quando”, comentou Wegmann. “Ver o Paulinho comemorando o gol hoje fazendo aquele gesto pra Oxóssi me tocou muito. Não só por ser filha dele, mas também porque num país como o Brasil é necessário que a gente reafirme a nossa fé nos orixás – para que mais pessoas respeitem e aceitem o que é nosso por direito: a liberdade da fé. Terreiros são invadidos com muita frequência por gente mal intencionada. Ainda existe muito preconceito em cima das religiões afro-brasileiras por aqui”, continuou.

“Mas venho dizer que acredito no poder das energias, dos orixás, guias, entidades, e sobretudo no poder da natureza, da arte e dos encontros. Isso é o que me move. A fé é o motor da vida. ‘A estranha mania de ter fé na vida’. Saravá, axé, amém”, finalizou.

Recentemente, Alice Wegmann foi questionada sobre sua heterossexualidade ao responder perguntas de seguidores. Em um dos stories, peguntaram: “Você é hétero?”. A atriz respondeu, na sinceridade: “Hoje tô, amanhã pode ser que não”.

LEIA MAIS:

Gusttavo Lima compartilha novo visual e web reage: “Corta esse cabelo”

Namorado de Viih Tube faz desabafo e web volta a especular fim do relacionamento: “Terminaram?”

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:


Inscreva-se no BOMBOU!

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você