‘A Fazenda 13’: Defesa alega que Record TV não deixa Dayane Mello falar com os advogados, sob ameaça de expulsão

Saiba todos os detalhes da nota divulgada pela equipe da modelo na tarde deste domingo (26)

Por: David Mesquita | 26 setembro - 17:42

A defesa da modelo Dayane Mello emitiu uma nota de repúdio, neste domingo (26), alegando que a Record TV está impedindo, sob ameaça de expulsar a participante de ‘A Fazenda 13’, que ela fale com os advogados sobre a polêmica com o cantor Nego do Borel, expulso do reality show suspeito de estuprar a peoa.

Segundo a equipe da participante, “foi negado a ela, o seu direito como vítima, de falar com as autoridades e seus advogados sobre o ocorrido, sob ameaças da produção de expulsão da mesma caso o fizesse, ultrapassando qualquer protocolo e cláusula contratual”.

A defesa da modelo também menciona que a Record TV, “banalizou um caso tão grave” e que “colocou a vítima como vilã” em uma edição que classificou como “triste e absurda”.

“Segundo o programa exibido, o resumo da noite da vítima foi correr atrás do homem que a violentou, dando indícios e sinais afirmativos para que o mesmo se sentisse livre para praticar o ato. Mostrando uma narrativa distorcida dos fatos, na qual a vítima do abuso como alguém que buscou se colocar naquela situação, além de romantizarem todo o ocorrido”.

‘Partes importantíssimas’ foram ocultadas, informa nota

A nota de repúdio também informa que, “para vender ao público a história construída”, o reality show ignora a relação de Dayane Mello com outra competidora, a ex-panicat Aline Mineiro,”com quem já trocou diversos beijos e nenhum foi exibido”.

Acrescenta que foram ocultadas “partes importantíssimas”, como o estado de embriaguez em que Dayanne se encontrava, “inclusive precisando de ajuda de quatro pessoas para vesti-la, não conseguindo sequer se segurar em pé”.

‘Falas repugnantes’

Os advogados da modelo destacam também que “esconderam dos olhos do público” as diversas vezes que Dayane disse para parar, que não podia e que não queria. “Não mostraram as falas repugnantes do participante falando que precisava de concentração para seu órgão íntimo estivesse rígido o suficiente para praticar os atos sexuais”.

Foi criticado pela defesa, também, o momento de uma cena quando “expuseram no programa a conversa da Dayane com um psicólogo, homem, que mais parecia um interrogatório sobre fatos que ela nem sequer tinha ciência, inclusive direcionando e induzindo várias de suas respostas”.

Confira a nota completa:

Decisão da emissora

Durante a exibição de ‘A Fazenda 13’  deste sábado (25), a apresentadora Adriane Galisteu enfatizou que a emissora investigou as acusações de estupro e decidiu pela expulsão do funkeiro.

“Existe uma regra do jogo que diz: ‘Qualquer atitude que possa ameaçar ou colocar em riso a integridade física de um ou mais participantes pode levar à expulsão’. O entendimento da produção e da direção da Record foi que Nego violou essa regra agindo de uma maneira não condizente com o jogo que nós pretendemos e organizamos por aqui”, informou Galisteu.

A apresentadora encerrou o programa de sábado deixando um recado: “Quero dizer para vocês que, depois de tudo o que aconteceu, depois de tudo isso, vale o recado. Quando uma mulher diz não, é não. Quando uma mulher alcoolizada diz sim, também é não”.

Até o momento, a Record TV não se pronunciou sobre a nota divulgada pela equipe de Dayane Mello.

LEIA MAIS:

Após acusação de estupro, Nego do Borel é expulso de ‘A Fazenda 13’; saiba detalhes

A Fazenda 13: Após expulsão, Nego do Borel posa ao lado da mãe: “Tô muito feliz!”

Confira tudo que rolou no mundo dos famosos:


Inscreva-se no BOMBOU!

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você