“Tidelands” mostra muito além de sereias e traz Marco Pigossi brilhando em série gringa

Primeira temporada da série australiana já estreou na Netflix

Por: Gabriela Orsini | 17 dezembro - 4:37 PM | comentários

“Tidelands” é a primeira série original da Netflix Austrália, e conta a história de Cal McTree, que volta para sua pequena cidade depois de ficar dez anos presa. Mas assim que chega lá, ela se envolve em muitos mistérios que cercam a história do lugar e descobre que, mesmo que quisesse, não tem como fugir deles.

O diferencial da série fica por conta dos tidelanders, que são híbridos de homem e sereia. Ou seja, a história não foca nas sereias em si, mas em seus filhos e filhas, que são seres com aparência humana, mas com alguns dos poderes de suas mães. Eles vivem em uma comunidade isolada, buscando ao máximo não se expor. Mas com o retorno de Cal, tudo vai mudar.

Com apenas oito episódios, é praticamente impossível não se deixar envolver na trama de “Tidelands”, a curiosidade para resolver todos os mistérios junto com Cal só aumenta e quando menos se espera já acabou a primeira temporada. É literalmente de tirar o fôlego algumas cenas, seja pela beleza dos cenários e do elenco, ou pelas cenas embaixo d’água e até mesmo pelas revelações feitas. O roteiro consegue segurar a atenção até o último segundo.

Falando em elenco, vale dar grande destaque para o brasileiro Marco Pigossi, que tem um papel de destaque na série, e mostrou como tem calibre para segurar, sim, uma produção gringa, 100% em inglês. Aliás, ele mesmo se dublou em português e em espanhol! Com um personagem misterioso e carismático, ele mostrou que tem potencial para muito mais, e está muito bem como um tidelander!

Além dele, a protagonista Cal, é interpretada por Charlotte Best, e a antagonista, Adrielly, ficou por conta de Elsa Pataky. E as duas mostraram todo o poder feminino que a produção merecia, com direto a porrada e muito mais. Além delas, o resto do elenco de “Tidelands” é composto por ótimos atores e atrizes, que dão o tom dramático, misterioso e sensual que a série precisa. Além de serem realmente todos lindos.

A parte técnica da série trouxe ainda mais beleza para a produção, até porque basta pensar nas praias paradisíacas da Austrália e está óbvio o motivo. Mas não apenas a fotografia, mas os figurinos, enquadramentos e sequências estão bem feitos. Tanto uma cena de tempestade, como o nascer do sol na praia tem estéticas e técnicas muito bem pensadas para encantar o telespectador e o prender na série.

Muitas pontas ficaram soltar para uma segunda temporada, que ainda não foi confirmada, mas que os fãs da nova produção da Netflix já estão pedindo. O último episódio deixa as portas abertas para mais mistérios, ação e encantamentos com os filhos das sereias.

Confira o trailer de “Tidelands” e corre para a Netflix assistir!

Deixe seu comentário