Scarllet Johanson foi escalada para papel de homem trans e causa polêmica

Atriz causou ainda mais com sua resposta

Por: Gabriela Orsini | 04 julho - 3:34 PM | comentários

Scarlett Johanson foi anunciada no elenco do filme “Rub & Tug” para viver um homem trans, e causou a maior polêmica. Isso justamente pelo fato da atriz ser uma mulher cisgênero e não trans.

As atrizes trans Trace Lysette (Shea na série Transparent, da Amazon) e Jamie Clayton (Nomi Marks em Sense8) comentaram a escalação de Johanson em seus perfis no Twitter, reclamando. Trace escreveu “Então, vocês (pessoas cis gênero) podem nos interpretar, mas nós não podemos interpretar vocês? Hollywood é f**. Eu não ficaria chateada assim se me colocassem na mesma audição de Jennifer Lawrence e Scarlett Johansson para papéis cis, mas sabemos que isso não acontece. Que vergonha”.

Em outro tweet, ela continuou explicando sua revolta e disse “E não apenas nos interpreta e rouba nossa narrativa e oportunidade, como também carrega em suas costas troféus e elogios por imitar o que vivemos. Tão confuso. Eu estou arrasada”.

Já Jamie fez um desafio à Hollywood dizendo “Os atores que são trans nunca chegam a fazer uma audição PARA QUALQUER OUTRO QUE NÃO O PAPEL DOS PERSONAGENS TRANS. Essa é a realidade. Nós não podemos participar das audições. Atores QUE SÃO TRANS como PERSONAGENS NÃO TRANS. Eu te desafio”.

Depois que a polêmica ganhou repercussão no mundo todo, Scarlett se pronunciou através de um assessor, e só aumentou ainda mais os questionamentos sobre atitudes assim. Apesar de não ter se desculpado nem nada do tipo. “Diga-lhes que eles podem ser direcionados aos representantes de Jeffrey Tambor, Jared Leto e Felicity Huffman para comentarem” disse o representante da atriz.

Polêmicas anteriores

Essa não é a primeira vez que Scarlett se envolve em polêmicas do tipo. Quando ela foi escalada para o papel principal de “Ghost In The Shell”, a atriz e o Rupert Sands, que também vai dirigir “Rub & Tug”, foram acusados de whitewashing.

Isso porque a filme foi inspirado em um mangá muito famoso, e atores e atrizes brancos e ocidentais ocuparam os papeis importantes, em vez de orientais, como no mangá.

Deixe seu comentário