Novela “O Outro Lado do Paraíso” é acusada de preconceito por Associação de Psiquiatria

Em nota, a ABP disse que a novela estimula o preconceito e o estigma relacionados às doenças mentais

Por: Redação Metropolitana | 24 novembro - 12:23 PM | comentários

A novela “O Outro Lado do Paraíso” foi criticada pela Associação Brasileira de Psiquiatria após exibir cena em que Clara (Bianca Bin), é submetida a choques ao ser internada em  hospício por Sophia (Marieta Severo).

Em nota, a Associação disse que a trama  “apresenta narrativa estigmatizante e preconceituosa no que concerne ao uso da Eletroconvulsoterapia – ECT, procedimento médico seguro e indicado para tratamento de transtornos psiquiátricos graves que põem em risco a integridade do paciente, os quais não tenham respondido aos medicamentos psiquiátricos”.

Em outro trecho, a ABP diz que a novela presta um desserviço à população, estimulando o preconceito e o estigma relacionados às doenças mentais, aos pacientes psiquiátricos e à psiquiatria.

O que você achou? Deixe sua opinião nos comentários!

Deixe seu comentário