Filme “Jogador N° 1” agrada a todas as idades e gostos

Baseado no livro de Ernest Cline, filme de Steven Spielberg é cheio de referências a cultura pop

Por: Gabriela Orsini | 21 março - 16:37

Quem é fã de cultura pop e referências com certeza vai gostar de “Jogador N° 1”, novo filme da Warner Bros. Dirigido por ninguém menos que Steven Spielberg, o filme conta a história do futuro, em 2045, onde as pessoas deixaram de enfrentar seus problemas e passaram a aceita-los, graças ao OASIS.

O OASIS é um jogo de realidade virtual onde você pode ser, literalmente, o que quiser. Desde um personagem de filme, uma animação, uma criatura diferente… É possível montar seu próprio avatar, e tudo acontece ali. Mas quando o criador do jogo morreu, ele deixou um desafio, e quem achar as três chaves se torna o dono do OASIS, além de ganhar muito dinheiro. E o filme mostra justamente essa caçada ao prêmio máximo.

As referências são infinitas. Desde personagens conhecidos, como Arlequina, a Tracer de “Overwatch”, King Kong, até um DeLorean de “De Volta Para o Futuro” e cenas de “O Iluminado”. Não é algo exaustivo, essas referências são tão bem colocadas no contexto do filme que ficam naturais e podem até passar despercebidas. Mas com certeza agrada quem reconhece o que está na telona. Aquela nostalgia que todos amam.

Por trás da corrida até o prêmio final, fica o constante duelo ‘vida real x vida virtual’. Esse paralelo cria uma crítica ao mundo que vivemos hoje em dia, sempre focados nos celulares e vivendo mais o virtual do que a realidade. Então fica o questionamento de onde vamos chegar tão focados em viver uma vida que não é nossa fisicamente, e suas consequências.

Wade Watts, interpretado por Ty Sheridan, é o personagem principal do filme, e tem que enfrentar perigos tanto no mundo real como no digital, graças a Nolan Sorrento, o vilão ganancioso que deseja o controle do OASIS. Ele está disposto a tudo, até tirar a disputa de dentro do jogo e levar para as ruas de Columbus.

O filme é baseado no livro com o mesmo nome, escrito por Ernest Cline, que também foi um dos responsáveis pelo roteiro junto com Zak Penn. Juntos com o diretor, eles conseguiram com maestria unir o útil ao agradável, e criaram um filme para todas as idades, com muita ação e referências, uma pitada de romance e questionamentos importantes e válidos para os tempos que vivemos.

“Jogador N° 1” estreia nos cinemas brasileiros dia 29 de março!