Muito além do ringue, “Creed II” traz luta do século e história incrível

Filme estreia dia 24 de janeiro de 2019 no Brasil

Por: Gabriela Orsini | 23 janeiro - 17:07

“Creed II” consegue trazer para as telonas a luta do século e ao mesmo tempo uma história tão humana quanto qualquer outro filme dramático. Os personagens tem tanta profundidade e história para contar, que o longa vai muito além de jabs e uppercuts.

O filme acompanha Adonis Creed em sua preparação para enfrentar Viktor Drago, filho de Ivan Drago, o homem responsável pela morte de Apolo Creed. Só por esse fato, de colocar novamente Creed e Drago no mesmo ringue com toda a história por trás desses nomes, o filme já traz a carga emocional necessária para se ter uma boa história. Mas vai além disso. Atiçando a nostalgia dos fãs de Rocky Balboa, ainda podemos ver o lendário lutador encarando seu antigo inimigo, trazendo boas e tristes memórias.

As cenas de luta são chocantes e por um momento você realmente esquece que está vendo um filme, tendo a sensação de que é um canal de esportes passando um embate real. A perfeição dos movimentos e captação das imagens deixa tudo ainda mais bonito, algo que se vê durante todo o longa. Todo o conjunto de “Creed II” traz a sensação de beleza.

O filme começa morno e quando é esperado o ápice, chegamos ao fundo do poço. Então começa a batalha de Adonis para se reerguer e chegar novamente ao topo. Os obstáculos são inúmeros, mas principalmente os que o lutador coloca em sua cabeça. É impossível não se identificar com ele nesse momento, e não se inspirar com sua determinação em dar a volta por cima, não apenas por ele, mas por aqueles que nunca o abandonaram, mesmo quando estava na pior.

Vale o destaque para Viktor Drago, o novato na franquia. Apesar de ser um personagem caladão, dá para ver a profundidade de sua história e toda a mágoa que ele carrega. O ator Florian Munteanu foi uma ótima adição no filme, e com certeza ainda tem muito o que mostrar caso novos filmes sejam feitos.

Tessa Thompson voltou como Bianca e mostrou ainda mais potencial como a personagem. Podemos ver a atriz mais solta no papel, e, assim como Adonis, a cantora está em busca de seu sucesso e alegria na carreira. Ela se torna a rockstar que queremos ver nascendo.

Já Michael B. Jordan está ainda mais unido a Adonis, e fica difícil diferenciar um do outro. O ator mostrou todo seu desempenho emocional e físico para o filme, e não decepciona em nenhum ponto. Mas o mais legal é ver como, durante todo o longa, ele vai assumindo o posto de protagonista de sua própria franquia, enquanto Rocky/Stallone saindo de lado para aplaudir o sucesso de seu pupilo.

“Creed II” pode ser o último filme de Sylvester Stallone como Rocky

Preste atenção na trilha sonora, ela é parte essencial da produção. Além de trazer toda a emoção necessária para cada cena, as músicas acompanham o crescimento dos personagens e do filme em si. Vale uma atenção maior na cena da luta final, não desgrude os olhos e os ouvidos do filme.

“Creed II” estreia no Brasil nesta quinta-feira (24)! Confira o trailer abaixo:

Deixe seu comentário