“Fênix Negra” encerra franquia dos X-Men sem muita emoção

Filme já está em exibição nos cinemas do Brasil

Por: Gabriela Orsini | 07 junho - 17:12

“Fênix Negra” é a conclusão da franquia X-Men, dessa vez definitiva já que os mutantes devem aparecer no MCU em breve, e o filme mostra justamente isso, que é o fim desse mundo criado.

O filme vai contar a história de como Jean Grey é possuída pela força cósmica que a transforma na Fênix Negra, e os primeiros minutos da produção, que mostra esse momento em que a mutante se ‘encontra’ com a massa que a possui podem ser os melhores de todo o filme.

Vídeo relembra filmes de “X-Men” e traz novas de “Fênix Negra” no X-Men Day

Apesar de ter um elenco incrível e de muito peso, os atores e atrizes não conseguem segurar o roteiro bagunçado, e o longa entrega cenas confusas e as vezes sem conexão. Sem contar que o clímax não parece ser o ponto mais alto de “Fênix Negra”, apesar de ter bastante ação, não empolga tanto quanto deveria.

Mas vale destacar a atuação de Sophie Turner, que se entregou de corpo e alma para a personagem, mostrando as várias faces entre Jean e a Fênix. Esse filme mostra como a atriz vem se dedicando ao seu trabalho e como evoluiu ao longo dos anos.

Sophie Turner estudou esquizofrenia e transtornos mentais para “Fênix Negra”

Apesar da confusão e enredo fraco, o longa em si é esteticamente bonito, com planos claros e limpos em seu maioria. E é um encerramento bom para uma franquia que há tantos anos vem encantando os fãs de quadrinhos. Tem suas falhas, mas finaliza o que foi começado de um jeito satisfatório.

“Fênix Negra” já está em exibição nos cinemas de todo o Brasil! Confira o trailer:

Deixe seu comentário