“Capitã Marvel” traz altas doses de empoderamento mas parece que ficou faltando algo

Filme já está em exibição nos cinemas do Brasil

Por: Gabriela Orsini | 07 março - 15:02

“Capitã Marvel” era um dos filmes mais aguardados para 2019, principalmente por ser o primeiro filme solo de uma heroína da Marvel. E o longa traz uma história interessante e cheia de mistérios e reviravoltas, mas não espere ver o melhor longa do estúdio.

O filme começa apresentando Vers, uma guerreira Kree que ajuda a combater os Skrulls, raça alienígena que conquista outros planetas. De cara já descobrimos que ela não lembra de seu passado e, apesar de seu mestre Yon-Rogg pedir para que ela deixe isso de lado, ela insiste em querer descobrir o que já aconteceu em sua vida.

Então uma missão acaba trazendo ela para Terra, e Vers começa a descobrir que já teve uma vida aqui, como Carol Danvers. Então mais mistérios surgem conforme ela tenta desvendar seu passado e descobrir quem deve realmente enfrentar nessa guerra.

A premissa do filme é ótima, mas talvez por não explorar e se profundar no vilão, mantendo o foco apenas em suas motivações, sem ir para o lado pessoal, fica a sensação de que está faltando algo para completar e deixar o filme mais recheado. Mas por sorte, “Capitã Marvel” tem muitos pontos positivos a serem explorados.

Brie Larson traz à vida uma heroína irreverente e sem papas na língua, que vai fazer gracinhas nas horas erradas e na sequência botar para quebrar em cenas de ação muito bem elaboradas. O esforço da atriz para viver a Capitã é todo refletido no ótimo resultado e na heroína incrível que vemos na tela.

A dinâmica de Carol e Nick Fury é ótima, o entrosamento dos atores foi além das telas e eles entregaram uma dupla fechada e bem relacionada. E o terceiro elemento dessa parceria traz toda a fofura e graça ao filme, o gato Goose! Ele protagoniza as melhores cenas do longa e mostra que é muito mais que um bichinho de estimação, até porque ele é realmente muito mais do que isso.

Como era esperado, “Capitã Marvel” trouxe uma alta carga de empoderamento, desde cenas impactantes até diálogos necessários. Enche os olhos e alegra o coração pensando nas garotinhas que vão ver esse filme, se identificar com a heroína e por em práticas os ensinamentos que Carol traz para todos nós, como sempre se levantar e acreditar em todo seu potencial, e nunca deixar que te limitem.

O longa tem referências e ligações com as outras produções da Marvel, e o final explica o motivo da Capitã estar ‘sumida’ desde 1995. Apesar de deixar vago esse ponto, é esperado que uma sequência explore ainda mais esse tempo em que ela não apareceu pela Terra.

“Capitã Marvel” já está em exibição nos cinemas de todo o Brasil! Confira o trailer abaixo:

Deixe seu comentário

Mais lidas

Recomendadas para você