STF decide enviar processo do caso Lula para a Justiça Federal do Distrito Federal

Os ministros ainda vão avaliar o julgamento da Segunda Turma que considerou o ex-juiz Sergio Moro parcial na ação penal do triplex do Guarujá

Por: Bianca Antunes | 22 abril - 16:34

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que os processos da operação Lava Jato envolvendo o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) devem tramitar na Justiça Federal do Distrito Federal

Os ministros Edson Fachin, Luis Robeto Barroso, Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Rosa Weber e Carmen Lúcia votaram para enviar os processos para a Justiça Federal de Brasília. Já Nunes Marques, Luiz Fux e Marco Aurélio Mello votaram para mantê-los em Curitiba. Por fim, Ricardo Lewandowski e Alexandre de Moraes opinaram para que os processos fossem para São Paulo.

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva em julgamento

Foto: Divulgação/Agência Brasil

Na semana passada, o STF já havia confirmado a decisão do do ministro Edson Fachin de anular condenações e processos sobre o ex-presidente que corriam em Curitiba, considerando que a vara de Justiça incompetente para julgá-lo.

Veja o que os ministros vão debater

O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) retomou o julgamento do caso Lula na tarde desta quinta-feira (22). A Corte vai analisar os recursos referentes ao caso da anulação das condenações de Lula.

Os ministros precisam definir duas coisas: para onde irão os processos que estavam em Curitiba e se é válido o julgamento da Segunda Turma que considerou o ex-juiz Sergio Moro parcial na ação penal do triplex do Guarujá.

Agora, os ministros vão avaliar novamente o mérito da parcialidade de Moro ao julgar o ex-presidente. Leia mais. 

LEIA TAMBÉM:

Anulação das condenações de Lula não encerra as investigações da Lava Jato, afirma Fux

Em reunião de aproximação com o PSB, o PT considera Márcio França como vice de Lula em 2022

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você