Sindicatos não usarão vídeo enviado por Doria para o manifesto do dia 1º de maio

O governador talvez receba a chance de um vídeo institucional, em decorrência de sua ajuda no combate à pandemia

Por: Leonardo Fernandes | 28 abril - 09:35

Centrais sindicais que organizaram um ato virtual para o dia 1º de maio, Dia do Trabalho, não usarão o vídeo enviado pelo governador João Doria (PSDB) no evento. Ele enviou o depoimento, como foi pedido pelos sindicatos, mas a CUT vetou o uso da produção.

Segundo a Folha de S. Paulo em matéria desta terça-feira (27), Doria talvez receba a chance de aparecer em um vídeo institucional, mostrando os políticos que participaram de discussões das centrais sindicais sobre o controle da pandemia. Líderes de outros sindicatos além da CUT entendem que o governador teve papel importante na negociação da CoronaVac, e se opôs ao negacionismo da vacina.

Governador de São Paulo, João Doria, batendo martelo durante leilão

Foto: Governo do Estado de São Paulo

Na terça, o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves Juruna, disse que o veto a Doria no dia 1º de maio seria o mesmo que ajudar o presidente Jair Bolsonaro, atualmente rival do governador de São Paulo na disputa política.

Alguns dos nomes chamados para o ato, segundo a Folha, foram Fernando Henrique Cardoso (PSDB) e Rodrigo Maia (DEM), que já enviaram seus vídeos para participação.

Ainda não se sabe a respeito da participação de Lula e Dilma, mas como escrito na publicação do jornal, ambos costumam marcar presença. No caso de Guilherme Boulos (PSOL), que também teria sido convidado, ainda é esperada confirmação. No ano passado, Boulos desistiu de participar, por discordar do convite feito a Maia.

Da vertente da esquerda, Ciro Gomes (PDT) e Flávio Dino (PCdoB) participarão.

*Com informações da Folha de S. Paulo

Leia mais notícias:

Bolsonaro pede que Congresso retire a urgência do projeto que estimula a cabotagem, o PL da BR do Mar 

Senado votará sobre regularização da ocupação de terras da Amazônia em áreas da União; ambientalistas temem

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você