Senadores do PT pedem ao TCU avaliação das contas de Bolsonaro, Pazuello e Braga Neto

“O país está devastado pela pandemia e o responsável por toda essa tragédia é o governo do presidente Bolsonaro", afirma o senador Jean Paul Prates (RN-PT)

Por: Larissa Placca | 24 março - 22:52

Senadores do PT pediram que o Tribunal de Contas da União (TCU) avalie as contas do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e do ex-Ministro da Saúde Eduardo Pazuello, desde quando ocupou o cargo de Secretário Executivo até assumir a pasta da saúde, e também do ministro da Casa Civil, Braga Netto.

Pazuello afirma que sua exoneração foi causada por pressões políticas

A bancada indica à corte, possibilidade de irregularidades e recomende a rejeição. A rejeição de contas, comprovada pelo TCU, é suficiente para caracterizar ao agente um ato de improbidade administrativa (ato ilegal ou contrário aos princípios básicos da Administração Pública no Brasil, cometido por agente público, durante o exercício de função pública ou decorrente desta).

Bolsonaro abraça ex-ministro da saúde Eduardo Pazuello

Foto: Agência Brasil/Divulgação

O senador Jean Paul Prates (RN-PT), um dos signatários do documento, responsabiliza a crise pela falta de coordenação nacional do governo de Jair Bolsonaro.

Lewandowski leva à primeira instância o inquérito sobre omissão de Pazuello na crise do Amazonas

Procuradoria Geral pede envio de processo contra Pazuello para primeira instância

“O país está devastado pela pandemia e o responsável por toda essa tragédia é o governo do presidente Bolsonaro, que em nenhum momento realizou uma ação coordenada no combate ao vírus com todos os entes da federação. Infelizmente, o negacionismo e as irregularidades falaram mais alto. E estamos pagando por tudo isso com a falta de vacinas, medicamentos, leitos de UTI e o pior vidas”, afirma o senador.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Câmara aprova PL de incentivos fiscais para quem auxiliar na contratação de leitos da rede privada para o SUS

Pix pode virar uma “identidade digital” no futuro, diz presidente do Banco Central

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você