Senador aponta ao menos 631 projetos sobre a pandemia pendentes de votação na Casa

O Senado vai rever cada um desses projetos para analisar quais estão já ultrapassados para votação e quais necessitam de atualização

Por: Larissa Placca | 05 abril - 21:18

Líder da minoria no Senado, Jean Paul Prates (PT-RN), afirmou nesta segunda-feira (5) que o combate à pandemia de covid-19 é o principal ponto a ser debatido pela Casa nas próximas semanas.

Na reunião de líderes desta segunda, o senador Izalci Lucas (PSDB-DF) apresentou um levantamento que aponta ao menos 631 projetos sobre a pandemia que estão pendentes no Senado.

O senador Jean Paul Prates (PT-RN)

O senador Jean Paul Prates (PT-RN) em vídeo; Foto: Senado Federal/Divulgação

Prates reforçou que o Senado vai rever cada um desses projetos para analisar quais estão já ultrapassados para votação e quais necessitam de atualização, para assim, serem votados.

Segundo ele, os projetos devem entrar na pauta em regime de urgência.

“Na volta do feriado, nós focamos mais na pandemia. Ficou bem claro nas reuniões finais de março que havia um certo constrangimento, até eu mesmo pontuei isso, na outra reunião que nós tivemos, sobre pautar assuntos que não tenham diretamente relação com a pandemia e com o estado que nós estamos vivendo no país”, explica.

O Senado divulgou a agenda da semana e consta, entre outros temas, as patentes de medicamentos; um projeto sobre saúde mental, que visa aliviar os efeitos das medidas de isolamento social; preço de medicamentos e outros temas.

Outras votações paradas no Senado:

Além disso, o Prates ainda afirmou que serão votados em breve os projetos legislativos para suspender os decretos presidenciais que facilitam a compra de armas no país.

Para ele, este é um dos temas considerados urgentes pela minoria, “não podemos mais esperar”, afirmou.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Preço dos alimentos sobe pelo 9º mês seguido; entenda porque isso ainda acontece

PGR defende redistribuição de ação que proíbe cultos presenciais ao ministro Nunes Marques

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você