Rodrigo Limp é indicado como novo presidente da Eletrobras

Escolha ainda precisa de aprovação da Casa Civil; Mauro da Cunha pediu saída de cargo após decisão

Por: Leonardo Fernandes | 25 março - 10:17

A Eletrobras divulgou na quarta-feira (24) o novo nome no cargo de presidente da companhia. Indicado pelo governo, Rodrigo Limp foi o escolhido para ocupar a posição, e irá substituir Wilson Ferreira Júnior, que manteve-se no cargo até março após ter pedido saída no mês de janeiro.

Rodrigo Limp foi selecionado pelo conselho de administração do governo, ao contrário do esperado: anteriormente, a Eletrobras havia contratado os serviços de consultoria da assessoria Korn Ferry em fevereiro, para selecionar os possíveis nomes que ocupariam a vaga. Dessa forma, a companhia decidiu indicar Limp ao invés de escolher entre os executivos oferecidos pela Ferry. Agora, o nome precisa de aprovação da Casa Civil.

eletrobras

Escolha foi feita sem os indicados pela empresa de consultoria Korn Ferry. Foto: Agência Brasil/Divulgação

Na nota emitida à imprensa, a Eletrobras disse que Rodrigo Limp foi “avaliado e recomendado pelo Comitê de Pessoas, Elegibilidade, Sucessão e Remuneração; entrevistado e aprovado, por maioria, pelo Conselho de Administração, e atende aos requisitos legais” para o cargo que exercerá.

Em continuidade, “a indicação reafirma o compromisso do governo na continuidade das ações visando ao aumento da eficiência operacional e ao aprimoramento da estratégia de sustentabilidade da Eletrobras, observando que o processo de capitalização, em tramitação no Congresso Nacional, é essencial para que a empresa se torne mais forte e competitiva; contribuindo para gerar emprego e renda à população brasileira; e proporcionando menores custos e melhores serviços aos consumidores de energia elétrica”, diz a nota.

Wilson Ferreira Júnior irá para a BR Distribuidora.

Rodrigo Limp é atualmente secretário de Energia Elétrica no Ministério de Minas e Energia, e foi diretor da Agência Nacional de Energia Elétrica (Annel) entre 2018 e 2020. É formado em direito pelo Instituto Brasiliense de Direito Público, possui mestrado em Economia do Setor Público pela UNB, e pós-graduação em Direito Regulatório de Brasília. Também é graduado em Engenharia Elétrica pela Federal de Juiz de Fora.

Saída de Mauro Rodrigues da Cunha

Depois do anúncio de Rodrigo Limp, o coordenador do Comitê de Auditoria e Risco Estaturário, Mauro Gentile Rodrigues da Cunha, pediu para deixar o cargo no conselho administrativo da Eletrobras. O anúncio foi feito também na quarta-feira.

De acordo com Cunha, ocorreu uma “quebra irremediável de confiança no processo de governança deste conselho”, e o mesmo discordou da escolha do nome indicado pelo governo. Ainda, o coordenador declarou que faz “votos para que as sementes de governança plantadas persistam e voltem a florescer, levando a Eletrobras a novos voos para cumprir seu propósito de dar energia para o desenvolvimento sustentável da nossa sociedade”.

Leia mais notícias:

Senadores do PT pedem ao TCU avaliação das contas de Bolsonaro, Pazuello e Braga Neto

Bolsonaro anuncia criação de comitê anti-Covid

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você