Queiroga diz que vai unificar protocolos do tratamento hospitalar para covid-19

O Brasil ainda não tem um protocolo único de tratamento

Por: Bianca Antunes | 17 março - 16:48

O médico Marcelo Queiroga, novo ministro da Saúde, afirmou nesta quarta-feira (17) que irá unificar os procedimentos médicos usados em pacientes com covid-19 em todo o país.

O futuro ministro afirmou que irá trabalhar nesse sentido.”Vamos trabalhar para conseguir homogeneizar a conduta assistencial no país como um todo”, disse Queiroga em evento no Rio de Janeiro.

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

“Por exemplo, as nossas UTIs, temos que ter protocolos uniformizados de assistência, nós temos que transferir a expertise dos grandes centros para as unidades de terapia intensiva que estão nas cidades mais distantes, dos estados menores”, completou.

Queiroga fez o comentário após Ludhmila Hajjar, cotada para comandar a pasta, defender que é função do ministério criar uma referência nacional de protocolo.

Sem protocolos universais

Mesmo após um ano de pandemia, o Brasil ainda não tem um protocolo que unifique os procedimentos quanto a covid-19.

No site do Ministério da Saúde há apenas notas técnicas com informações gerais sobre testagem e formas de notificar casos e mortes.

Na nota, ainda é recomendada a administração de doses de azitromicina com cloroquina ou hidroxicloroquina, medicamentos que não têm eficácia contra a doença causada pelo coronavírus.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Marcelo Queiroga aceita convite para assumir o Ministério da Saúde

Queiroga defende o uso de máscaras e afirma que seguirá gestão atual

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você