Pelo menos 200 pessoas já foram intimadas por críticas ao governo

Ciro Gomes (PDT-CE) também está na lista de pessoas intimadas por fazer críticas ao Governo

Por: Larissa Placca | 22 março - 20:30

Na semana passada, após o youtuber Felipe Neto ser intimado e investigado pela Lei de Segurança Nacional, devido a opiniões ou críticas ao presidente Jair Bolsonaro, outros casos semelhantes foram divulgados.

Segundo o levantamento que está sendo feito pelo grupo de advogados do youtuber, pelo menos 200 pessoas já foram intimadas por críticas ao governo.

o Youtuber Felipe Neto

Foto: Agência Brasil/Divulgação

A lei é remanescente da última ditadura do país (1964-1985). A investigação tem objetivo de defender pessoas que sofreram o mesmo tipo de abordagem.

A mesma lei já levou à prisão algumas pessoas, cinco delas em Brasília após abrirem uma faixa chamando o presidente Jair Bolsonaro de “genocida” na frente do Planalto.

O ex-governador e ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE) também está na lista de pessoas intimadas por fazer críticas ao Governo.

Para o enquadramento na Lei, é preciso o cometimento de atos como “traição”.

Entenda o que é a Lei de Segurança Nacional

A Lei Nº 7.170, de 14 de dezembro de 1983 define os crimes contra a segurança nacional, classificando como criminosas condutas contra “integridade nacional e a soberania nacional” e contra “a pessoa dos chefes dos Poderes da União”.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Joice Hasselmann apresenta PEC que prevê afastamento de presidente por “incapacidade mental”

Bittar propõe R$ 2,6 bilhões a menos no Orçamento 2021 da União

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você