Partido de Girão afirma que, caso o senador seja eleito, a presidência da CPI Covid será “contra acordão de cartas marcadas”

Eduardo Girão é candidato para presidente da CPI e irá enfrentar Omar Aziz, que possui o apoio da maioria dos senadores

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 17 abril - 14:01

O senador Eduardo Girão (Podemos-CE) confirmou que será candidato a presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da covid. Ele vai enfrentar Omar Aziz (PSD-AM), que até agora possui o apoio da maioria dos senadores. De acordo com o partido Podemos, Aziz representa um “acordão de cartas marcadas”.

Em uma rede social, Girão disse que, caso seja eleito, organizará uma CPI “sem quaisquer tipo de conflitos de intereses”. Segundo ele, a Comissão precisa ser “eminentemente técnica e justa.”

Foto: Reprodução/ Twitter

Mesmo tendo minoria no colegiado, Governo ainda pode ter apoio de relatoria da CPI da Covid; Entenda:

“A principal qualidade esperada de um presidente e de um relator é sua isenção, sua imparcialidade, sem a manifestação de pré-julgamentos antes da investigação. Temos o dever de conduzir os trabalhos de forma a corresponder à enorme expectativa da sociedade. Por isso, lancei ontem à noite a minha candidatura à Presidência desta CPI”, escreveu o senador.

No dia 17 de abril, Girão também se manifestou e havia afirmado que “o cidadão de bem brasileiro quer o comando da CPI da Covid sem quaisquer tipo de conflitos de interesses”. O senador também ressaltou que o presidente da CPI terá o poder de escolher o relator, mas não deu maiores informações sobre qual seria sua indicação. Já Aziz declarou que, se eleito, seu relator será Renan Calheiros (MDB-AL). 

O Podemos publicou na sua conta no Instagram que pretende enfrentar esse acordo com a candidatura de Girão. “Contra o acordão de cartas marcadas para dominar a CPI da Pandemia, o senador Eduardo Girão, do Podemos, anunciou que será candidato à presidência da Comissão.

LEIA MAIS

CPI da Pandemia será instalada no próximo dia 22 ou no dia 27, diz Pacheco

A primeira reunião da CPI da Covid deve acontecer de forma presencial para decidir o presidente

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você