Pacheco diz a prefeitos que vai articular antecipação de vacinas pela iniciativa privada

Segundo presidente do Senado, esse ponto poderia ser flexibilizado se houver coordenação do Ministério da Saúde

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 01 abril - 16:33

Nesta quinta-feira (1), o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou para um grupo de prefeitos que vai sugerir ao Ministério da Saúde a antecipação do uso de vacinas compradas através da iniciativa privada. Pacheco é o responsável pela lei que ampliou a compra de vacinas a empresários, além de legitimar a atuação de estados e municípios.

Segundo o documento, a iniciativa privada deve entregar o primeiro lote de imunizantes ao Poder Público. As empresas só poderiam começar a aplicar a vacina após a imunização dos grupos prioritários, definidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Foto: Reprodução/Agência Brasil

De acordo com Pacheco, isso pode ser flexibilizado se houver coordenação do Ministério da Saúde para que as empresas sejam autorizadas a iniciar a imunização de seus empregados e familiares. 

Nesta semana os prefeitos criaram um consórcio para realizar a compra de vacinas, Conectar (Consórcio Nacional de Vacinas das Cidades Brasileiras), que foi muito elogiado pelo presidente do Senado, que segundo ele é essa união que ajudará no combate a pandemia, “Essa soma de esforços, essa união de entes federados, de personagens da política, é o que fará esse enfrentamento da pandemia ser eficiente”. Foi esse grupo que se reuniu com ele na manhã de hoje (1).

O Conectar é atualmente composto por 1,8 mil municípios, de um total  de 2,6 mil cidades que demonstraram interesse na iniciativa.

LEIA MAIS

Pacheco leva pedidos e reinvindicações de governadores a Bolsonaro

Pacheco diz que Ministério das Relações Exteriores precisa de mudança

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você