Oposição pede impeachment de Bolsonaro por suposto uso das Forças Armadas

Este é o 75° pedido de afastamento do presidente desde 2019

Por: Marina Correa de Genaro | 31 março - 12:14

Nesta quarta-feira (31), os líderes da Oposição e da Minoria no Senado, na Câmara dos Deputados e no Congresso Nacional, protocolaram um novo pedido de impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) por crime de responsabilidade.

Este é o 75° pedido de afastamento de Bolsonaro desde 2019, de acordo com a Secretaria-Geral da Mesa.

Presidente Jair Bolsonaro

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Na visão dos parlamentares, uma das principais justificativas para o pedido é que Bolsonaro cometeu crime de responsabilidade ao supostamente usar as Forças Armadas para praticar “abuso de poder” e tentar impor visões autoritárias.

O grupo cita sete diferentes condutas do presidente, como atentar contra a autoridade do Supremo Tribunal Federal (STF), subverter a ordem política e social e provocar animosidade entre as classes armadas contra as instituições civis.

Segundo trecho do pedido de impeachment, “a troca de comando do Ministério da Defesa, anunciada na segunda-feira (29) confirmou as preocupações da sociedade brasileira acerca de uma nova investida do presidente Jair Bolsonaro com objetivo de usar as Forças Armadas politicamente e de atentar contra as instituições republicanas e democráticas”.

Fernando Azevedo e Silva, ex-ministro da Defesa, ao se despedir, indicou que houve pressão política por alinhamento das Forças Armadas ao governo Bolsonaro. Os chefes das três Forças Armadas também deixaram o cargo. O general Braga Netto assumiu nesta terça-feira (30), a pasta.

Os promotores da medida são os líderes da Minoria no Senado, Jean Paul Prates (PT-RN), da Oposição no Senado, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), da Minoria na Câmara, Marcelo Freixo (Psol-RJ), da Oposição na Câmara, Alessandro Molon (PSB-RJ), e da Minoria no Congresso Nacional, Arlindo Chinaglia (PT-SP)

LEIA MAIS:

Após defender celebração do golpe militar, Braga Netto diz que Forças Armadas vão manter a estabilidade do país

Senador espera que sirva de “lição” os erros de Ernesto Araújo

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você