Onyx Lorenzoni cita ‘lockdown dos insetos’ e contradiz a ciência

O ministro disse que o lockdown não funciona pois os insetos podem transmitir o vírus, o que não possui evidências

Por: Aline Bueno Silvestre | 26 março - 21:44

O Ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República e médico veterinário, Onyx Lorenzoni, afirmou nesta quinta-feira (25), que o lockdown não funciona, pois os animais que estão nas ruas, como insetos, transmitem a doença.

O relato aconteceu em entrevista para a Jovem Pan News, e foi repercutido nas redes sociais e principais jornais.

Ministro Onyx fala sobre lockdown dos insetos e transmissão por eles, indo contra a ciência

Foto: Reprodução/Câmara

“Muitos ainda insistem em uma ferramentas chamada lockdown que já está provado por várias experiências no mundo que ela é ineficiente. E por que ela é ineficiente? Alguém consegue impedir que nas áreas urbanas o passarinho, o cão de rua, o gato, o rato, a pulga, a formiga, o inseto, eles se locomovem?”, disse o ministro.

Além disso, ele chamou de “lockdown dos insetos” e afirmou que eles transportam o vírus também, assim como humanos. “Alguém consegue fazer o lockdown dos insetos? É obvio que não. E todos eles transportam o vírus. Não são contaminados pelo vírus, mas podem transportar o vírus. Podem, é uma possibilidade.”, afirmou.

No twitter, Onyx falou sobre a repercussão da notícia.

No entanto, a notícia compartilhada por Onyx é de abril de 2020, quando a doença ainda estava sendo descoberta e os estudos aprofundados ainda estavam sendo feitos pela ciência.

É verdade?

De acordo com portal Terra, o Ministério da Saúde não classifica os animais como transmissores da doença. Além disso, um boletim da Associação Mundial de Veterinária de Pequenos Animais (WSAVA, na sigla em inglês), disse que a transmissão de pessoas para animais não é significativa.

Outro fato importante é que menos de 200 casos foram comprovados de animais com a doença. Para ter cuidado, temos que lavar sempre as mãos, evitar aglomerações e usar máscaras. As principais transmissões estudadas são por aperto de mão, saliva, espirro em geral e objetos contaminados.

Ainda sem freio para conter a pandemia, nesta sexta-feira (26) o Brasil atingiu um novo recorde, chegando a 3.650 mortes em um dia.

LEIA MAIS:

Em um mês, Câmara registrou 112 casos de covid-19. 21 parlamentares já morreram da doença.

Senador entra com pedido de voto de censura contra assessor de Bolsonaro

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você