Ministério Público investiga empréstimo de Flávio Bolsonaro para compra de Mansão no DF

Segundo o contrato de compra e venda, a prestação do empréstimo assumida pelo parlamentar e por sua mulher, a dentista Fernanda Bolsonaro, foi de R$ 18.744,16 por mês

Por: Larissa Placca | 05 abril - 21:01

O MPDFT (Ministério Público do Distrito Federal e dos Territórios) abriu investigação que apura a concessão de um empréstimo de um banco público do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ).

A mansão em Brasília, no Lago Sul, bairro nobre da capital federal, foi adquirida pelo filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro em janeiro deste ano.

senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no plenário

Senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) no plenário; Foto: Agência Brasil/Divulgação

O Banco de Brasília (BRB), financiou R$ 3,1 milhões ao senador. O imóvel custou R$ 6 milhões. O caso será investigado pela Prodep (Promotoria de Justiça de Defesa do Patrimônio Público e Social).

Segundo o contrato de compra e venda, a prestação do empréstimo assumida pelo parlamentar e por sua mulher, a dentista Fernanda Bolsonaro, foi de R$ 18.744,16 por mês. O prazo de financiamento do imóvel é de 360 meses —30 anos.

O valor compromete 50% da renda do casal, já que juntos, segundo o documento, eles declararam renda líquida de R$ 36.957,68. Flávio com R$ 28.307,68 e sua mulher, R$ 8.650.

Os valores somados são menores que o mínimo exigido pelo BRB para financiamento dessa proporção. Segundo simulador disponível no site da instituição, o solicitante deveria ganhar pelo menos R$ 46.401,25.

A mansão é o 20º imóvel que Flávio adquire em um intervalo de 16 anos.

A investigação foi aberta no MPDFT no dia 18 de março, após o deputado federal Ivan Valente (PSOL-SP) entrar com um pedido.

De acordo com o MPDFT, a promotoria está reunindo informações sobre o caso. A situação patrimonial do senador não será objeto de análise no processo, por se tratar de uma competência do MPF (Ministério Público Federal).

Procurada, a assessoria de Flávio não se manifestou até a publicação desta reportagem.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Preço dos alimentos sobe pelo 9º mês seguido; entenda porque isso ainda acontece

PGR defende redistribuição de ação que proíbe cultos presenciais ao ministro Nunes Marques

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você