Ministério da Saúde é investigado por gastar R$ 380 milhões com itens desnecessários

Relatórios podem ser usados em investigações da CPI da Covid

Por: Larissa Placca | 19 abril - 20:57

O Ministério da Saúde está sendo investigado por uma licitação no valor de R$ 380 milhões gasto apenas para a compra de aventais e luvas cirúrgicas para aplicação das vacinas.

A licitação foi questionada após a Diretoria de Integridade do ministério alertar o comando da pasta que esses dois itens são considerados dispensáveis para a vacinação, conforme protocolos da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) e do Center for Disease Control and Prevention (CDC), dos Estados Unidos.

Máscara contra a covid-19

Máscara contra a covid-19; Foto: Agência Brasil/Divulgação

Os ministros do Tribunal de Contas da União (TCU) estão investigando as compras e distribuições de insumos pelo governo federal.

Em seu voto, o ministro Benjamin Zymler, questionou a intenção da Saúde em gastar R$ 380 milhões com itens desnecessários. A votação foi interrompida por outros dois integrantes da corte de contas, pedindo mais tempo para analisar o relatório. Zymler também criticou o governo federal no enfrentamento da pandemia.

Os relatórios e os processos que correm no TCU podem servir de provas na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI da Covid), que vai investigar omissões do governo federal no combate à pandemia. A CPI ainda vai incluir a apuração do uso dos repasses federais para estados e municípios.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, afirmou que a Comissão da Pandemia deve ser instalada no próximo dia 22 ou na terça-feira, dia 27.

Veja a lista de nomes que serão investigados pela CPI da Pandemia; Guedes, Pazuello e Araújo estão entre eles

Conforme reportagem da Metropolitana, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) foi escolhido como relator da CPI da Covid. A comissão será presidida pelo senador Omar Aziz (PSD-AM) e o vice-presidente será o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

A confirmação dos cargos será feita através de uma votação secreta na primeira reunião da Comissão. Votam os onze membros da comissão pelo presidente, e este, quando eleito define o relator da CPI.

Mesmo tendo minoria no colegiado, Governo ainda pode ter apoio de relatoria da CPI da Covid; Entenda:

O Palácio do Planalto tentou conseguir apoio para Marcos Rogério (DEM-RO) como relator. O MDB, que tem a maior bancada do Senado, reagiu dizendo que não abriria mão da função.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Um povo que vota no Lula merece sofrer, diz Bolsonaro a apoiadores

Alexandre de Moraes nega pedido de Witzel para paralisar impeachment

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você