Marcelo Queiroga aceita convite para assumir o Ministério da Saúde

Presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia era a segunda opção de Bolsonaro

Por: Murilo Amaral Feijó | 15 março - 21:47

Nesta segunda-feira (15), o cardiologista e presidente da Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC), Marcelo Queiroga, aceitou o convite do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para assumir o cargo de ministro da Saúde, substituindo Eduardo Pazuello.

Mais cedo, Queiroga se reuniu com Bolsonaro no gabinete presidencial e, segundo informações da CNN Brasil, aceitou o convite e saiu por volta das 18h30.

Foto: Reprodução/Instagram

De acordo com o presidente, a nomeação do cardiologista será publicada na edição desta terça-feira (16) do “Diário Oficial da União”.

Em conversa com apoiadores, o presidente Bolsonaro comentou sua escolha: “Tem tudo, no meu entender, para fazer um bom trabalho, dando prosseguimento a tudo que o Pazuello fez até hoje”.

A primeira opção do presidente era a médica cardiologista Ludhimila Hajjar, que mais tarde recusou o convite “por motivos técnicos”, segundo ela.

Marcelo Queiroga, sendo oficializado, será o quarto ministro da Saúde do governo Bolsonaro, desde o início da pandemia de covid-19. Anteriormente, assumiram a pasta o médico e ex-deputado Luiz Henrique Mandetta (DEM-RS) e o médico oncologista Nelson Teich.

*Com informações da CNN Brasil

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Bolsonaro discute abertura de templos com Malafaia

Bolsonaro abordou armas, aborto, cloroquina e lockdown em reunião com Ludhmila Hajjar

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você