Lula pede que STF declare parcialidade de Moro em outros processos

Sérgio Moro já foi julgado parcial no processo do triplex de Guarujá, que foi anulado

Por: Maria de Toledo Leite | 02 abril - 20:51

A defesa do ex-presidente Lula apresentou um pedido para que o Supremo Tribunal Federal (STF) aplique a suspeição do ex-juiz Sergio Moro também nos processos de um imóvel que seria do Instituto Lula e um sítio em Atibaia atribuído ao ex-presidente.

O pedido da defesa, direcionado ao ministro Gilmar Mendes na quinta-feira (1º), alega que a situação juridica é a mesma do que a do processo do triplex de Guarujá, que acabou sendo anulado pela parcialidade de Moro. Portanto, se o ex-juiz foi considerado parcial anteriormente, ele deveria ser declarado o mesmo nos outros dois casos.

“Bolsonaro, quando é que você vai parar de brincar e governar o país?”, questiona Lula

Protesto a favor da suspeição de Moro

Foto: Lula Marques

No dia 8 de março, segunda-feira, o ministro do STF, Edson Fachin, decidiu anular todas as condenações sobre das investigações da Operação Lava Jato do ex-presidente Lula, que passou a ter direitos políticos, podendo ser eleito mais uma vez.

O ministro baseou a anulação levando em conta o que o STF considerou em outros casos, que a Justiça de Curitiba não deveria ter julgado os casos do triplex do Guarujá, do sítio de Atibaia e das doações ao Instituto Lula.

Entenda a suspeição de Moro

Na terça-feira (23), o Supremo Tribunal Federal declarou que o ex-juiz Sergio Moro havia sido parcial ao condenar o ex-presidente Lula por lavagem de dinheiro e corrupção passiva no caso do tríplex no Guarujá.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Juiz que vai julgar casos de doação ao Instituto Lula, já o inocentou do crime de obstrução na Lava Jato

STF decide em 14 de abril sobre anulação das condenações de Lula

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você