Lewandowski será relator de ação que quer barrar Renan Calheiros da CPI da Covid

Senadores pretendem que STF impeça a participação de qualquer parlamentar que tenha relação de parentesco até terceiro grau com possíveis investigados

Por: Marina Correa de Genaro | 28 abril - 15:29

O ministro Ricardo Lewandowski foi sorteado para ser relator do mandado de segurança apresentando para um grupo de senadores ao Supremo Tribunal Federal, para barrar a presença do senador Renan Calheiros da CPI da Covid.

Nesta terça-feira (27), Renan foi escolhido relator da comissão. O pedido será analisado e a decisão será enviada ao plenário.

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Ricardo Lewandowski em sessão

Foto: Divulgação/Agência Brasil

A ação foi apresentada pelos parlamentares, Jorginho Mello, Marcos Rogério e Eduardo Girão.

Segundo informações, eles querem que o STF impeça a participação de qualquer parlamentar que tenha relação de parentesco até terceiro grau com “possíveis investigados” na CPI.

Além de Renan Calheiros, os senadores apontam Jader Barbalho, que é um dos suplentes e pai do governador do Pará, Helder Barbalho.

LEIA MAIS

Presidente da CPI indaga ‘quem é’ Guedes para criticar vacina chinesa e o chama de ‘pitaqueiro’

Bolsonaro questiona função da CPI e acusa governadores e prefeitos de ‘roubo’ de dinheiro público

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você