José Levi deixa cargo na AGU e é terceiro ministro que sai do governo em um dia

O advogado-geral da União entregou uma carta de demissão para Bolsonaro

Por: Bianca Antunes | 29 março - 17:42

José Levi, advogado-geral da União, entregou uma carta de demissão nesta segunda-feira (29). O ministro é o terceiro a deixar o cargo hoje em meio às mudanças em Brasília.

Um dos motivos para a demissão foi a ação direta de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) propôs ao STF (Supremo Tribunal Federal) contra 3 estados que haviam implementado toque de recolher.

Foto: Divulgação/Agência Brasil

Por decisão de Levi, a AGU não assinou a ação. Como não poderia ser assinada só pelo presidente, o ministro Marco Aurélio nem analisou o pedido.

Outras saídas

Fernando Azevedo e Silva, ministro da Defesa, informou por meio de uma nota oficial que deixará o cargo no ministério. O general foi escolhido por Bolsonaro em 2018, ainda na transição de governo. Leia mais. 

Ernesto Araújo, ministro das Relações Exteriores também pediu demissão do cargo durante encontro com presidente Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. Ao ser convocado por Bolsonaro, o chanceler cancelou a reunião que realizaria hoje com seus secretários. Saiba mais. 

LEIA TAMBÉM:

Vacinas da Pfizer e Moderna são ‘altamente eficazes’ após primeira dose, diz estudo

Gerente de Recursos Humanos da Petrobras é demitido nesta segunda-feira

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você