Governador de SC afastado do cargo por irregularidades na compra de respiradores

Carlos Moisés (PSL) ficará afastado por até 120 dias

Por: Maria de Toledo Leite | 27 março - 19:40

A partir da próxima terça-feira (30), o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés (PSL), será afastado de seu cargo por 120 dias. Durante o período, ele será substituido pela vice-governadora, Daniela Reinehr (sem partido). Moisés é acusado de crime de responsabilidade por fraude na compra de 200 respiradores, dos quais apenas 11 estão sendo usados, em março de 2020.

O Tribunal Especial de Julgamento já acatou um pedido de impeachment em uma votação de 6 a 4. Agora cabe ao tribunal analisar as provas do caso e marcar o julgamento final.

SP registra pela terceira vez na semana, mais de mil mortes por covid em 24 horas

mesa com parlamentares sentados de costas para a câmera

Foto: Bruno Collaço/Agência AL

O motivo para o processo de impeachment é justamente a irregularidade na compra dos respiradores. O governador, que pagou R$ 33 milhões por 200 aparelhos antecipadamente e sem garantia de entrega, é acusado por crime de responsabilidade e se for condenado, Moisés perderá seu mandato por completo.

Em 2020, o governador foi afastado por 1 mês, por outro processo de impeachment. Esse foi aberto por uma acusação de crime de responsabilidade depois do salário de procuradores do estado terem subido. Moisés foi absolvido.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Fase emergencial em São Paulo é prorrogada até 11 de abril

Fiocruz recebe hoje insumos para produzir mais 12 milhões de vacinas

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você