Frente dos Prefeitos pede que presidente do STF se manifeste sobre liberação de cultos

A decisão liberar cultos e missas presenciais foi feita pelo ministro Kassio Nunes Marques no sábado (3)

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 04 abril - 13:11

Jonas Donizette, presidente da Frente Nacional de Prefeitos, pediu que o presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Luiz Fux, se manifeste sobre a decisão do ministro Kassio Nunes Marques de liberar a realização de cultos e missas precisais em todo o país. A liminar foi decretada no sábado (3). 

Donizette alega que Fux precisa dar uma orientação aos prefeitos dos estados sobre qual norma deve ser seguida: “A decisão do plenário, que determinou que os municípios têm prerrogativa de estabelecer critérios de abertura e fechamento das atividades em seus territórios, ou essa liminar.”, disse o prefeito. 

O ministro do STF Luiz Fux durante audiência.

Foto: Agência Brasil/Divulgação

Prefeito de BH questiona decisão do STF 

Após a decisão do ministro Kassio Marques, o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD) afirmou que os cultos e missas permaneceram suspensos na capital, alegando que o que vale é o decreto da prefeitura, baseado no plenário do STF que deu autonomia aos prefeitos. 

Após a postagem de Kalil, o ministro Kassio Nunes Marques intimou o prefeito a seguir a liminar. 

Aparecida libera missas de Páscoa 

Depois da liminar, o Santuário Nacional de Aparecida (SP) decidiu abrir ao público neste domingo (4) de Páscoa. O arcebispo de Aparecida, Orlando Brandes, liberou três missas neste domingo com a presença de fiéis.

A basílica tem capacidade para 35 mil pessoas, e a previsão é que até mil fiéis estejam presentes. 

Pior momento da pandemia

A decisão do ministro vem em um momento em que o país vive o pior momento da pandemia de coronavírus. Na sexta-feira (2) o Brasil registrou 2.922 mortes por Covid-19 e 70.238 casos da doença. Com esses novos dados, o país soma mais de 328 mil vidas perdidas e 12.910.082 pessoas diagnosticadas

Esses números são mais do que o dobro do registrado em julho do ano passado. 

 Segundo a plataforma Our World in DataNo, o Brasil enfrenta uma situação devastadora em relação aos números e dados divulgados sobre a pandemia. O país lidera os rankings de mortes e casos, sendo a nação com maior número de vidas perdidas.

LEIA MAIS

Celso de Mello elogia o presidente do STF, Luiz Fux, por vacinação contra covid-19

Fux questiona Bolsonaro sobre Estado de Sitio

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você