Flávio Bolsonaro e Alessandro Vieira discutiram entre os senadores

Alessandro o acusou de propagar mentiras e desinformação; Flávio retrucou dizendo que o senador procurava um holofote

Por: Larissa Placca | 23 março - 22:30

Os senadores Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e Alessandro Vieira (Cidadania-SE) discutiram nesta terça-feira (23) no grupo de mensagens de senadores.

O senador Alessandro disse à Flávio Bolsonaro “Saia da mansão e vá visitar um hospital”.

Alessandro Vieira (Cidadania-SE) discute com flavio bolsonaro

Senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) em sessão do Planário; Foto: Agência Brasil/Divulgação

A discussão começou depois que Flávio encaminhou uma notícia de que supostamente haveria 40 leitos ociosos no Rio de Janeiro. Ele ainda disse que o Ministério da Saúde iria fazer visitas em hospitais com apoio da Polícia Federal para verificar esses casos.

Vieira respondeu essa mensagem criticando a gestão de Bolsonaro na pandemia. “O governo de Johnny Bravo é um fracasso na gestão desta crise terrível. O número de internados com covid, só no estado de São Paulo, é de quase 30 mil pessoas. Mais de 12 mil em UTIS. Negacionismo, mentiras e desinformação não vão resolver os problemas. Sua ‘notícia’ patética sobre 40 leitos ‘escondidos’ é só uma amostra do método de desinformação”, escreveu Vieira.

Depois, o senador ainda disse à Flavio: “Se não respeita a vida dos brasileiros, respeite a qualificação deste grupo, composto por homens e mulheres sérias, gente que está engajada em salvar vidas”.

Flávio Bolsonaro então respondeu “Apesar de pessoas como você, vamos juntos tirar o Brasil dessa”, afirmou.

Vieira reforçou, por mensagem, que criticou as “mentiras, desinformação e muito pouco trabalho.” Além disso, pediu desculpas aos demais colegas do grupo dizendo que o canal deve servir para compartilhar informações.

Flávio Bolsonaro criticou Vieira de volta dizendo: “Senador mariposa, não pode ver um holofote… Você não tem trabalho, não faz nada pelo seu estado, só gogó. O pouco que leva é de emenda do governo que você critica. Quando provar minha inocência você vai engolir suas palavras”.

Após isso, Vieira não comentou mais. Os demais colegas não se pronunciaram sobre o tema.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Weber nega liminar na investigação de conduta dos procuradores na Lava Jato

Em véspera de reunião com Bolsonaro, Pacheco diz que busca união nacional para enfrentar a pandemia

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você