Ernesto Araújo divulga carta de demissão nas redes sociais

Araújo pediu para sair na segunda-feira (29), após discussões controversas e pressão dentro do Congresso

Por: Leonardo Fernandes | 30 março - 07:20

O diplomata Ernesto Araújo divulgou na noite da última segunda-feira (29) sua carta de demissão enviada ao presidente Jair Bolsonaro. A publicação foi feita nas redes sociais do ex-ministro, horas após o mesmo ter saído do cargo na pasta das Relações Exteriores.

Na legenda da postagem, Araújo escreveu que havia apresentado a carta na segunda mesmo, e adicionou a foto da mensagem logo abaixo. Confira:

Na carta, Ernesto Araújo diz que seu período como diplomata do governo foi dedicado a “colocar o Itamaraty a serviço do sonho de um novo Brasil”, mas que se deparou com “correntes frontalmente adversas” ao longo do caminho. Além disso, o ex-ministro escreveu que surgiram nos últimos dias uma situação em que se tornou “impossível seguir trabalhando”. Nas palavras de Araújo, “uma narrativa falsa e hipócrita” ergueu-se contra seu trabalho no que dizia respeito à obtenção de vacinas contra a covid-19 no Brasil.

Nos últimos dias, Ernesto Araújo foi pressionado a sair de seu posto após questionamentos acerca de sua atuação como ministro; tanto na coleta de recursos para combater a pandemia no país, quanto nas relações com a China e os EUA. O conflito se acentuou após o chanceler acusar a senadora Kátia Abreu de tentar persuadi-lo na decisão sobre a implementação do 5G em território nacional.

Até o momento, alguns nomes já são sondados para substituir Araújo.

Leia o arquivo da carta completa abaixo:

Leia mais notícias:

Congresso sobre a saída de Ernesto Araújo: “Já vai tarde”

Prefeitos pedem socorro internacional, “Estamos atrasados, vivendo o colapso.”; Veja o vídeo

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você