Entenda a relação do gesto feito por assessor de Bolsonaro com movimento de supremacia branca

O gesto feito por Filipe Martins durante a sessão teria muitos significados

Por: Larissa Placca | 25 março - 22:25

Um assessor especial para assuntos internacionais de Jair Bolsonaro, Filipe G. Martins, está sendo investigado, após fazer gestos obscenos durante sessão do Senado Federal. Leia a matéria completa.

O gesto feito por Filipe Martins durante a sessão teria muitos significados. Podendo ir de “ok”, ou de “vai tomar no c.”. e até mesmo símbolo de movimento histórico de supremacia branca.

Foto: Arquivo Pessoal/Reprodução

Logo após a reunião, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), pediu que a Polícia Legislativa apure o caso. Nesta quinta-feira (25), deputados do Psol pedem afastamento imediato de assessor de Bolsonaro por gesto racista. Leia a matéria completa.

Filipe Martins, em defesa, se pronunciou dizendo que irá processar quem o chamou de supremacista branco.

Relação do gesto do assessor com racismo

O gesto (as pontas do dedão e do indicador juntos, com os dedos restantes esticados) tem diversos sentidos.

Especialmente falando em grupos racistas de extrema-direita em todo o mundo passou a trazer um outro significado: o formato lembraria as letras “WP”, significando white power (poder/orgulho branco, em português). O termo passou a integrar o dicionário de símbolos extremistas da Liga Anti-Difamação.

Historicamente…

Em 2019, um australiano matou 51 pessoas em centros islâmicos na Nova Zelândia, em um ataque terrorista motivado por ódio à religião. O assassino em tribunal, no momento das fotos, fez o gesto de “ok”.

Por que fazer o gesto em rede nacional?

O fenômeno “dog whistle” é quando algum símbolo é exposto em público em uma linguagem com duplo sentido, podendo significar nada para maioria do público, mas sendo uma mensagem reconhecida para um grupo específico.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

BC eleva a projeção de inflação para 2021

Bolsonaro afirma que auxílio emergencial deve ser pago em 4 ou 5 de abril

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você