Em véspera de reunião com Bolsonaro, Pacheco diz que busca união nacional para enfrentar a pandemia

A reunião está marcada para a quarta-feira e buscará ações e discursos mais coordenados entre os poderes

Por: Larissa Placca | 23 março - 22:02

Nesta terça-feira (23), quando questionado sobre a reunião com Bolsonaro, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), afirmou duas opções para o Brasil em meio à pandemia do coronavírus: “o da união nacional ou o do caos nacional”.

“E a minha decisão é de que tenhamos que fazer, sim, uma grande união nacional em torno do enfrentamento da pandemia.” afirmou Pacheco.

pacheco e bolsonaro

Foto: Agência Brasil/Divulgação

O objetivo da reunião com os representantes dos Três Poderes é discutir sobre os rumos da pandemia, após Pacheco inviabilizar a instauração de uma CPI de investigação da atuação do Governo frente a Covid.

A reunião com o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), e outros representantes dos Três Poderes, está marcada para a quarta-feira (24) às 8h e que buscará firmar uma espécie de pacto nacional no combate à pandemia no país, com ações e discursos mais coordenados entre os poderes. Além disso, a reunião busca minimizar conflitos do governo federal com os outros Poderes, governadores e prefeitos.

Dino chamou de ilógica ação de Bolsonaro contra governadores

Governador da Bahia responde ação de Bolsonaro contra restrições: “A ciência prevalece”

Estarão presentes o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o Procurador-Geral da República, Augusto Aras e os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco, da Câmara, Arthur Lira, e do Supremo Tribunal Federal, Luiz Fux.

Fux questiona Bolsonaro sobre Estado de Sitio

Pacheco ainda reconhece que é preciso ouvir outras opiniões para se chegar num acordo e entende isso como necessário porque “embora o presidente da República tenha passado a defender mais a vacinação em massa recentemente, outros comportamentos prejudiciais ao combate da pandemia se mantêm, como atacar o isolamento social.”

Apesar da reunião agendada, a classe política está cética quanto aos seus efeitos práticos.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Fiocruz entregará 12 milhões de doses da vacina a menos do que estava previsto para abril

Entenda sobre o projeto de lei que está no Senado e propõe “bolsa-estupro”

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você