Eduardo Bolsonaro se refere a deputadas como “portadoras de vagina” fazendo associação com a gaiola das loucas

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) afirmou que vai protocolar uma representação contra o deputado no Conselho de Ética por quebra de decoro parlamentar.

Por: Larissa Placca | 08 abril - 22:21

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP) afirmou nesta quinta-feira (8) que vai protocolar uma representação contra o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) no Conselho de Ética por quebra de decoro parlamentar.

Hoje (8) através de suas redes sociais, ele se referiu a parlamentares mulheres da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) afirmando que elas são “portadoras de vagina”.

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) em sessão plenária

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) em sessão plenária; Foto: Agência Brasil/Divulgação

Se acordo com Hasselmann, as Deputadas de todos os partidos vão assinar o documento. “Ele agrediu todas as parlamentares, inclusive as do partido dele”, afirma.

As deputadas vão denunciar também a PGR (Procuradoria-Geral da República) afirmando que o filho do presidente extrapolou os limites da imunidade parlamentar e pode ser enquadrado em crime comum.

Na sua publicação no Twitter, ele postou um vídeo da CCJ em que o deputado Éder Mauro (PSD-PA) discutia com a deputada Maria do Rosário (PT-RS) dizendo que ela precisava de “um médico” pois “não para de falar”.

O que é a CCJ?

A CCJ, Comissões de Constituição e Justiça, é a responsável por analisar os aspectos constitucional, legal, jurídico, regimental e de técnica legislativa de projetos, emendas ou substitutivos sujeitos à apreciação da Câmara e a admissibilidade de Propostas de Emendas à Constituição (PEC).

Entenda o que são as Comissões na Câmara.

Veja a publicação do deputado

“Quando eu acho que é impossível se espantar com essa gente, eu me surpreendo. Porque eles são capazes de causar espanto em qualquer criatura que tenha o mínimo de decência”, diz Hasselmann.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Câmara dos Deputados deve debater educação domiciliar na primeira infância

Compra de vacina por empresas: líderes acreditam que adiar a análise do projeto no Senado seria o ideal

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você