Doria é intimado a prestar esclarecimentos sobre vacinação em São Paulo

São, ao todo, 17 questões relacionadas ao enfrentamento da pandemia no estado

Por: Caroline Ripani | 08 abril - 13:34

Nesta quinta-feira (8), a Defensoria Pública da União intimou o governador de São Paulo, João Doria, a prestar uma série de esclarecimentos acerca da estratégia de vacinação contra o novo coronavírus no estado. O prazo para Doria responder a notificação é de 15 dias.

Uma, entre as várias informações cobradas pela Defensoria, é o número total de imunizantes adquiridos pelo governo estadual por meio de diversos fornecedores, e o número de doses aplicadas até a última terça-feira (6).

João Doria em coletiva de imprensa

Foto: Divulgação/Governo de São Paulo

De acordo com trecho do ofício enviado ao governador, o órgão quer razões que justifiquem “a formação de reserva técnica de vacinas para aplicação da 2° dose, ao invés de se priorizar a vacinação do maior número possível de pessoas com a 1° dose”. Pois, segundo a Defensoria, “com a vacinação em massa de países da América do Norte e Europa, a oferta de vacinas no mundo tende a aumentar exponencialmente nos próximos dias e meses”.

O governo de São Paulo ainda não se pronunciou sobre a intimação que, ao todo, reúne 17 questões relacionadas ao enfrentamento da pandemia no estado.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

Butantan passa a produzir apenas para São Paulo a partir de setembro, diz Doria

São Paulo anuncia parceria com o WhatsApp para pré-cadastro de vacinação

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você