Diretor-geral da PF pode substituir chefe da corporação no Amazonas, após denúncia contra Salles

O superintendente da PF no estado enviou ao STF uma notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente

Por: Murilo Amaral Feijó | 15 abril - 16:51

O diretor-geral da Polícia Federal (PF), Paulo Maiurino, decidiu substituir o chefe da corporação no Amazonas, delegado Alexandre Saraiva.

Decisão foi tomada logo depois de Saraiva encaminhar, nesta quarta-feira (4), ao Supremo Tribunal Federal (STF) uma notícia-crime contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, e o senador Telmário Mota (PROS-RR).

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, participa de audiência pública

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. Foto: Agência Brasil/Divulgação

No documento, Saraiva afirma que ambos tinham uma parceria com o setor madeireiro para impedir a investigação de crimes ambientais. Segundo ele, 200 mil metros cúbicos de madeira extraída ilegalmente, no valor de R$ 130 milhões, foram apreendidos pela PF.

Agora, Maiurino deve nomear Leandro Almada para chefiar a PF no Amazonas, que era o braço-direito da gestão de Saraiva.

A notícia-crime deve ser julgada pelo STF, que decidirá se a denúncia contra Salle e Mota será aberta ou arquivada.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Polícia Federal combate fraudes em licitações e corrupção no Vale do Paraíba (SP)

Ministro Edson Fachin pede para ser transferido à 1ª turma do Supremo Tribunal Federal

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você