Deputados discutem em sessão, durante depoimento de delegado que denunciou Salles

O delegado foi exonerado após apresentar notícia-crime ao STF contra o ministro do Meio Ambiente.

Por: Larissa Placca | 26 abril - 20:49

Deputados discutiram no início da reunião da Comissão de Participação Legislativa, nesta segunda-feira (26) que ouviu depoimentos do delegado da Polícia Federal Alexandre Saraiva.

O delegado foi exonerado após apresentar notícia-crime ao Supremo Tribunal Federal (STF) contra o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em reunião

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, em reunião; Foto: Agência Brasil/Divulgação

Vitor Hugo (PSL-GO), considerado de posicionamento governista, tentou impedir o depoimento de Saraiva, afirmando que o delegado deveria falar à Comissão de Meio Ambiente ou à CCJ.

A deputada Carla Zambelli (PSL-SP) foi impedida de falar após pedir ordem. Os deputados discutiram durante o depoimento de Saraiva. A sessão foi presidida pelo deputado Waldenor Pereira (PT-BA).

Para Saraiva, Salles deveria ser investigado por envolvimento à operação de embargo 200 mil metros cúbicos de madeira extraídas ilegalmente, no valor de R$ 130 milhões, foram apreendidos pela PF.

Na notícia-crime, Salles é acusado de obstruir uma investigação, interferindo no Ibama com objetivo de atuar em favor de investigados da Operação Handroanthus GLO, no final do ano passado, a qual havia levado a uma apreensão recorde de madeira ilegal na região amazônica.

O policial Saraiva, logo após a denúncia contra Salles, foi substituído pelo delegado Leandro Almada. Segundo Saraiva, as atividades do Ibama estão sendo desviadas no combate ao desflorestamento.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Mourão afirma que Bolsonaro escolherá outro candidato a vice nas eleições de 2022

Queiroga diz que Brasil está negociando compra de vacinas de fabricante chinês

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você