CPI da Covid: investigação deve apurar distribuição de cloroquina e compra de vacinas

Os principais fabricantes das vacinas e os ministros da Saúde que já passaram pelo governo Bolsonaro também vão ser ouvidos

Por: Aline Bueno Silvestre | 18 abril - 19:09

A investigação da CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) deve incluir na apuração a distribuição de remédios sem eficácia comprovada como hidroxicloroquina e cloroquina, além de analisar a demora na compra de vacinas pelo governo federal.

A vice-presidência da CPI deve ser comandada pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). Ele diz que algumas sub-relatorias devem ser criadas, pelo tanto de trabalho na investigação.

CPI da Covid deve investigar cloroquina e compra de vacinas

Foto: Reprodução/Pixabay

Além disso, todos os ministros que passaram pelo governo Bolsonaro devem ser chamados para falar. As fabricantes de vacinas também, principalmente a Pfizer, que a negociação da compra ficou travada por meses no Brasil.

Um dos antigos ministros da Saúde, Eduardo Pazuello, deve ser um dos principais investigados, já que apuram os erros cometidos por ele durante a pandemia. Para isso, os senadores afirmaram que não tomaram conclusões próprias e que tudo será investigado com isenção. 

No entanto, eles dizem que a pressão no governo federal deve ser grande. Destacam até mesmo a influência do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (sem partido), nos erros cometidos na pandemia.

O senador Otto Alencar (PSD-BA) disse que a CPI também deve pressionar o governo federal para corrigir erros.

“O governo passou um ano com um ministro à frente da Saúde com procedimentos totalmente equivocados, que realmente não deram certo, tanto que houve expansão da doença, veio a segunda onda, com falta de oxigênio, falta de insumos do kit intubação, o drama no Amazonas”, disse.

*Com informações da CNN Brasil.

O que é a CPI da Covid-19?

Desde março, senadores vêm pedindo a instalação da CPI da Covid-19, que tem o objetivo de investigar as falhas no combate à pandemia no Brasil. Em 08 de abril, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, determinou que ela fosse instalada.

Segundo Rodrigo Pacheco, presidente do Senado, ela deve ser instalada nos dias 22 ou 27 de abril. No entanto, a primeira reunião deve ser realizada na próxima semana. 

A lista com os principais participantes já foi divulgada, confira.

LEIA MAIS:

Partido de Girão afirma que, caso o senador seja eleito, a presidência da CPI Covid será “contra acordão de cartas marcadas”

Renan Calheiros afirma que Bolsonaro faz “pressão desumana” para influenciar a CPI da Covid

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você