Conheça o embaixador cotado para representar o Brasil na OEA, fórum político regional

Segundo interlocutores do presidente, que acompanham as mudanças, Bolsonaro deve indicar Brandelli para o posto do embaixador Fernando Simas.

Por: Larissa Placca | 15 abril - 00:27

O atual secretário-geral do Ministério das Relações Exteriores, o embaixador Otávio Brandelli, é o mais cotado para assumir a representação do Brasil na Organização dos Estados Americanos (OEA), em Washington.

Segundo interlocutores do presidente, que acompanham as mudanças, Bolsonaro deve indicar Brandelli para o posto do embaixador Fernando Simas. Isto porque Simas foi chamado para assumir a secretaria-geral.

Embaixador do Brasil Otávio Brandelli em entrevista;

Embaixador Otávio Brandelli em entrevista; Foto: Agência Brasil/Divulgação

Brandelli era braço direito do ex-ministro Ernesto Araújo, além disso, era diretor do Departamento de Mercosul do Itamaraty. Caso a mudança seja feita, ele será o terceiro a assumir um cargo em Washington no último ano.

Brandelli  é visto como um nome moderado. A secretaria-geral do Itamaraty é o posto administrativo mais alto da carreira pois responde apenas ao ministro das Relações Exteriores, que é um cargo político. Sua troca com Simas tem relação com a preferência do atual ministro, Carlos Alberto França, que busca um secretário com mais tempo de casa e experiência.

A OEA é o fórum político regional. Sob o comando do uruguaio Luis Almagro, a Organização foi criada para alcançar nos Estados membros, como estipula o Artigo 1º da Carta, “uma ordem de paz e de justiça, para promover sua solidariedade, intensificar sua colaboração e defender sua soberania, sua integridade territorial e sua independência”.

Apesar da troca, França manteve parte da equipe de seu antecessor até agora. O convite a Simas para comandar a secretaria-geral é considerado nos bastidores como um sinal de retomada do respeito da pasta à hierarquia e à experiência.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Plenário do STF confirma decisão de Barroso que determinou instalação da CPI da Covid

Jovens e menos escolarizados foram mais afetados pela pandemia, segundo Ipea

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você