Casa Civil confirma lista de 23 acusações contra o governo que será usada na CPI

Lista foi divulgada no último domingo (25)

Por: Maria de Toledo Leite | 26 abril - 17:18

Casa Civil enviou para secretarias executivas de 13 ministérios uma lista com 23 acusações e críticas em relação ao desempenho do governo federal no combate à pandemia do novo coronavírus. As acusações poderão ser usadas na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Pandemia, que terá sua primeira reunião nesta terça-feira (27).

A lista já havia sido divulgada no domingo (25) pelo portal UOL e confirmada pela Casa Civil.

Foto: Reprodução/Twitter

O documento foi enviado em forma de tabela, para que os 13 ministérios preenchessem com suas respostas e encaminhassem até sexta-feira (23). Os ministros e secretários deveriam explicar como estão se preparando para contrapor as questões que poderão surgir na CPI sobre as ações do governo no controle da disseminação da Covid-19.

A Casa Civil afirmou à CNN, que esse procedimento é algo “natural” para “esclarecer qualquer questionamento feito no âmbito da Comissão”. A entidade também afirmou que a divulgação da tabela só revela que o trabalho está sendo feito de forma “antecipada, integrada e consistente.”

No documento, o tema que aparece sob responsabilidade de mais ministérios é “genocídio indígena”, atribuído aos Ministérios da Saúde, Defesa, Justiça e Segurança Pública, Gabinete de Segurança Institucional (GSI) e Mulher, Família e Direitos Humanos.

Primeira reunião da CPI

A comissão será instalada e terá sua primeira reunião na terça-feira (27), marcada pelo senador Otto Alencar (PSD-BA). A maioria dos integrantes concordou em eleger Omar Aziz (PSD-AM) como presidente, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) como vice e Renan Calheiros (MDB-AL) como o relator das reuniões.

De acordo com o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, local vai ser preparado com medidas de distanciamento entre as cadeiras e só a Agência Senado e a TV Senado serão permitidas para transmitir o evento.

Os senadores poderão participar de discussões virtualmente, mas terão que comparecer no Senado para a votação. Se quiserem, integrantes poderão votar em urnas do lado de fora, através de sistemas de “drive-thrus”.

LEIA MAIS NOTÍCIAS:

CPI da Covid deve investigar Conselho Federal de Medicina por propagação de ‘tratamento precoce’

Governo quer preparar Pazuello para depor na CPI da Covid sobre suspeita de omissões na gestão da pandemia

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você