Cármen Lúcia encaminha notícias-crime contra Salles para a PGR e pede atuação firme

Ministra vê “gravidade incontestável” nas denúncias contra Ministro do Meio Ambiente

Por: Murilo Amaral Feijó | 27 abril - 21:00

Nesta terça-feira (27), a ministra Cármen Lúcia do Supremo Tribunal Federal (STF) encaminhou à Procuradoria-Geral da República (PGR) duas notícias-crime contra o Ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

As denúncias foram apresentadas pelo diretório nacional do PDT (Partido Democrático Trabalhista) e pela Polícia Federal (PF), e apontam uma suposta intervenção de Salles para atrapalhar maior apreensão de madeira no Brasil.

Ministra Cármen Lúcia em julgamento no STF

Ministra Cármen Lúcia em julgamento no STF. Foto: Agência Brasil/Divulgação

Na decisão, Cármen Lúcia, sorteada como relatora dos casos, afirmou que as denúncias são de “gravidade incontestável e de aparente antijuridicidade”. A decisão da ministra está prevista no regimento interno do STF e é um procedimento de praxe da Corte.

Agora, a PGR será responsável pela decisão de abertura oficial de inquérito ou arquivamento do caso. Na Constituição, cabe ao órgão encaminhar denúncia formal contra um investigado à Justiça Federal.

Ambas as denúncias acusam o ministro do Meio Ambiente de atrapalhar a fiscalização de crimes ambientais, principalmente no caso em que a PF realizou a maior apreensão de madeira ilegal.

Na denúncia da PF, encaminhada pelo então superintendente da corporação no Amazonas, Alexandre Saraiva, também é citada a participação do senador Telmário Mota (Pros-RR) e do presidente do Ibama, Eduardo Bim. Logo após encaminhar notícia-crime ao STF, Saraiva foi exonerado pela direção da PF, mas deve continuar no comando das investigações.

Para Salles, o pedido de investigação seria uma “busca por holofote” e que Saraiva estaria “querendo aparecer com essa situação toda”.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Guedes anuncia novas mudanças dentro do ministério da Economia e afirma seguir as diretrizes do governo para a política econômica

PGR afirma ao STF que não há crime em conversa entre Bolsonaro e Kajuru

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você