Carlos Bolsonaro pede ao Ministério Público a liberação de praias no Rio de Janeiro

O vereador defende que “pessoas que se exercitam e pegam sol” ajudam no combate à covid-19

Por: Murilo Amaral Feijó | 06 abril - 20:34

Nesta terça-feira (6), o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), acionou o Ministério Público pedindo que os decretos restritivos adotados pela Prefeitura do Rio de Janeiro contra a covid-19, que impedem a circulação de pessoas nas praias, sejam derrubados.

No pedido, divulgado em suas redes sociais, o vereador afirma que “estudos científicos” constatam que “pessoas que se exercitam e pegam sol, mantendo o bom senso, ajudam no combate ao covid”.

Considerando a afirmação já desmentida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), Carlos vê como implausível medidas que bloqueiam “áreas abertas como praias e similares para atividade física e geração de empregos”.

“Acionamos o Ministério Público como fiscal da lei para analisar o que é previsto constitucionalmente, principalmente o direito de ir e vir e da saúde das pessoas”, anunciou o vereador, no Twitter.

Por fim, Carlos afirma que restrições decretadas pela Prefeitura recaem “recai sobre direito de ir e vir”.

“Desta forma, sendo competência da União as praias e faixas de areia, solicita este parlamentar que seja permitido o trânsito de ir e vir por pedestres em qualquer área que seja de poder da União”, conclui o vereador.

Na última sexta-feira (2), o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), prorrogou os decretos restritivos que mantêm as praias fechadas até o dia 19 de abril.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Amazonas prevê terceira onda da Covid-19 no estado em maio

Vacinação de profissionais da educação é suspendida no RJ

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você