Bolsonaro se aproxima do Centrão através de comando de ministérios; PL dá as costas à Lula

O deputado Fábio Faria (PSD-RN) escolhido para o Ministério das Comunicações, é outra aproximação do Centrão ao governo

Por: Larissa Placca | 01 abril - 20:51

O presidente Jair Bolsonaro fez uma aliança com o Partido Liberal (PL), quando a deputada Flávia Arruda (PL-DF) foi convidada para a pasta da Secretaria do Governo. O ministério é responsável pela comunicação entre Planalto e Congresso, incluindo a negociação de liberação de verbas parlamentares e indicações políticas para cargos no governo.

Após a nomeação de Flávia, o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, se encontrou com Bolsonaro nesta terça-feira (30).

Valdemar Costa (PR-SP) Neto, quando Deputado em 2011, durante reunião do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar

Valdemar Costa (PR-SP) Neto, quando Deputado em 2011, durante reunião do Conselho de Ética e Decoro Parlamentar; Foto: Agência Brasil/Divulgação

Valdemar, ex-deputado, foi condenado no esquema do Mensalão voltou para a presidir formalmente o PL neste mês.

A aliança firmada ao nomear o ministério ao PL, aconteceu após o ex-presidente Lula (PT), provável candidato ao Planalto em 2022, fazer acenos ao partido.

Isto porque, em pronunciamentos, Lula ressalta amizade com o empresário José Alencar, que era filiado ao PL e foi seu vice-presidente. O site oficial do PL compartilhou o discurso de Lula, mas depois apagou.

Além da Secretaria de Governo à Arruda, o PL também tem uma das diretorias do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), órgão do Ministério da Educação.

O partido ainda, quase foi nomeado a presidência do Banco do Nordeste, mas havia irregularidades envolvendo Romildo Rolim, indicado ao cargo. O ex-presidente do Senado Eunício Oliveira (MDB-CE) segue no comando do banco.

Outros partidos do Centrão, bloco informal de centro e direita que costuma se aliar ao governo da ocasião em troca de influência política, já haviam sido contemplados com generosos auxílios do Planalto.

O deputado Fábio Faria (PSD-RN) escolhido para o Ministério das Comunicações, é outra aproximação do Centrão ao governo.

O Republicanos, partido ligado à Igreja Universal, receberam o Ministério da Cidadania, através do deputado João Roma (Republicanas-BA). O Ministério é responsável pelo Bolsa Família e o auxílio emergencial.

O PP, apesar de nenhum filiado no comando de ministérios, ocupa a cadeira de presidente da Câmara dos Deputados.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Deputado estadual que “proibiu o uso de máscaras” em seu gabinete é internado por 3 dias em UTI com covid-19

OMS diz que Brasil está em ‘situação crítica’ da pandemia

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você