Bolsonaro diz que se for reinfectado com covid-19 vai tomar cloroquina

O medicamento é questão não tem eficácia comprovada contra a covid-19.

Por: Bianca Antunes | 26 março - 17:38

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) indicou que se for reinfectado com o coronavírus vai tomar mais uma vez a cloroquina. Bolsonaro fez a afirmação em uma live atípica nesta quinta-feira (25).

A fala do presidente vem em um momento em que o novo ministro da Saúde defende que o combate à pandemia seja feito com base na ciência. O medicamento é questão não tem eficácia comprovada contra a covid-19.

Remédios em amostra

Remédios

“Se eu, por ventura, for reinfectado, eu já tenho meu médico e já sei o que ele vai receitar para mim, o que me salvou lá atrás”, acrescentou o presidente.

Ministério contra cloroquina

Na entrevista coletiva desta quarta-feira (24) o novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou Carlos Carvalho para a coordenar um grupo sobre protocolos de combate a covid-19 no país.

Em abril de 2020, o médico comparou a eficácia da cloroquina à da Novalgina contra a covid-19, ou seja, nenhuma.

Carvalho é um dos maiores críticos sobre a utilização da cloroquina contra a covid-19, tratamento defendido por Jair Bolsonaro (sem partido). O médico aponta desde o início da pandemia que não há comprovação de eficácia do medicamento.

LEIA MAIS:

Internações em UTI começam a desacelerar em São Paulo

Pesquisa prevê falta de kit intubação em 1.316 cidades brasileiras

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você