Bolsonaro diz que política do “fecha tudo” empobrece o Brasil

O presidente também voltou a criticar prefeitos e governadores por adotarem as medidas de restrição

Por: Marina Ponchio Gomes Ferreira | 07 abril - 15:24

Nesta quarta-feira (7) o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse durante a inauguração da nova pista do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu, que o lockdown empobrece o país. 

Pesquisadores da Fiocruz alertam que pandemia deve piorar e recomendam lockdown nacional

“Essa politica de ‘fica em casa’, de tirar o emprego dos outros, de fechar o comércio, está empobrecendo o país. Sabemos do problema do vírus, mas sabemos também do problema do desemprego. Imaginem os senhores estando desempregados, não podendo levar o pão para casa, para seis filhos.” disse o presidente.  

o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em pronunciamento

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em pronunciamento; Foto: Agência Brasil/Divulgação

Bolsonaro, voltou a criticar a gestão dos estados e afirmou ainda que falta ‘humanidade’ de alguns governadores e prefeitos em relação à pandemia. Segundo ele, o desemprego é um efeito colateral ainda mais danoso que a pandemia do coronavírus. “Queremos que ninguém morresse, mas temos uma realidade pela frente.” afirmou. 

O presidente havia informado anteriormente em uma visita a cidade de Chapecó, em Santa Catarina, que não haverá um lockdown nacional para controlar a taxa de contágio do coronavírus. “Seria muito mais fácil atender e fazer, como alguns querem, da minha parte – porque eu posso – um lockdown nacional, Não vai ter lockdown nacional.” disse. 

Ainda segundo Bolsonaro, as Forças Armadas não darão apoio a qualquer governador ou prefeito que queira adotar medidas de isolamento nos estados. “O nosso Exército Brasileiro não vai à rua para manter o povo dentro de casa.”

Pior momento da pandemia

O Brasil está vivendo atualmente o pior momento da pandemia de covid-19. Na sexta-feira (2) o Brasil registrou 2.922 mortes por Covid-19 e 70.238 casos da doença. Com esses novos dados, o país soma mais de 328 mil vidas perdidas e 12.910.082 pessoas diagnosticadas.

LEIA MAIS

Juiz nega liberdade de ativista que carregava faixa “genocida” em manifestação contra o presidente Bolsonaro

Moradores de favelas pedem impeachment de Bolsonaro: “governante que se recusa a oferecer condições para o enfrentamento da pandemia”

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:


Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você