Bolsonaro diz que Alemanha cancelou lockdown porque efeitos são mais graves do que o vírus

"Os efeitos do fechar tudo são muito mais graves do que os efeitos do vírus, palavras delas, não é minha não", disse Bolsonaro

Por: Bianca Antunes | 25 março - 15:29

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) comentou nesta quinta-feira (25) a decisão da Angela Merkel, primeira-ministra da Alemanha, de cancelar uma paralisação rígida do país durante a Semana Santa.

O presidente disse que o governo alemão desistiu porque os efeitos do confinamento seriam mais graves do que as consequências do vírus. A fala de Bolsonaro foi transmitida por um site de apoio ao presidente.

Bolsonaro discursa no Palácio da Alvorada 'estão esticando a corda', afirma

Foto: Pedro França/Agência Senado

“A Angela Merkel ia ter um lockdown rigoroso lá e ela cancelou, pediu desculpas. Ela falou lá, segundo a imprensa, que os efeitos do fechar tudo são muito mais graves do que os efeitos do vírus, palavras delas, não é minha não”, disse Bolsonaro, em conversa com apoiadores em frente.

Recuo dos planos de lockdown

A líder da Alemanha desistiu nesta quarta-feira (24) de um plano de ampliar o feriado de Páscoa para tentar combater uma terceira onda da pandemia do coronavírus. Merkel afirmou que o plano fazia sentido “porque é absolutamente necessário desacelerar e reverter a terceira onda da pandemia.

Entretanto, a primeira-ministra afirmou que, por erro dela, não houve planejamento prévio suficiente. “A ideia teve bons motivos, mas não conseguiu concretizar-se bem no curto espaço de tempo disponível”, disse ela.

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você