Bolsonaro critica de “monocrática” a decisão do STF de anular as acusações contra Lula

Bolsonaro diz haver uma ligação entre ministro do Tribunal com PT e indica reação negativa do mercado.

Por: Larissa Placca | 08 março - 22:57

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse nesta segunda-feira (8), que o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), sempre teve ligação com o PT. Fachin é responsável pela decisão de anular as condenações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva relacionadas às investigações da Operação Lava Jato.

Em entrevista, o presidente disse que não “estranha” a posição do ministro, defendendo ter sido uma decisão “monocrática”, mas admitiu que a decisão hoje causou surpresa.

Foto: Marcos Corrêa

Bolsonaro criticou a gestão do petista, lembrou casos de corrupção e citou reação do mercado já nesta segunda-feira (8) à decisão de Fachin. De acordo com o Ibovespa, Bolsa fechou em baixa de 3,98% hoje.

Sobre a decisão do STF, pode ter influenciado, segundo economista-chefe do banco Modalmais, Alvaro Bandeira, “é incerteza na área econômica, na atuação do Parlamento, problemas políticos, a falta de segurança jurídica, então, tudo isso contribui para a reação nervosa do mercado.”

Nas suas redes sociais, o presidente não se posiciona. Lula, comemora.

Com essa decisão do STF, Lula recupera os direitos políticos e volta a ser elegível segundo a Lei da Ficha Limpa. Entretanto, os processos do caso de Lula ainda serão analisados pela Justiça Federal do Distrito Federal.

LEIA MAIS NOTÍCIAS

Bolsonaro disse que está “namorando” uma sigla para se filiar

Ciro diz que é necessário ‘se preparar para o pior’ nas eleições de 2022

Confira os últimos acontecimentos no Estado de São Paulo:

Deixe seu comentário

BOMBOU!

Recomendadas para você